O chamado “serviço de despacho postal”, taxa que os Correios cobram de todo produto importado para o Brasil desde 2014, passou por seu primeiro reajuste. O valor, que era de R$12, saltou para R15 a partir desta segunda-feira (5).

De acordo com a estatal, a taxa serve para “cobrir os custos com o processo de recebimento dos objetos, inspeção de raio X, armazenagem, recolhimento dos impostos, comunicação com destinatário e remetente”.

Ainda segundo os Correios, desde o dia 22 de janeiro, “todas as encomendas internacionais cuja declaração de importação for registrada na plataforma eletrônica ‘Minhas Importações’ estarão sujeitas à cobrança”.

A cobrança vale também para as importações que não são taxadas pela Receita Federal. Os Correios justificam o aumento dizendo que o cálculo é baseado “na variação dos custos, tendências do mercado e evolução do cenário comercial de livre concorrência”.

 

Fonte: Olhar Digital ||

Comentários