Passagens pela seleção, glórias dentro de campo e histórias para biógrafos redigirem. Entre tantas conquistas, ex-craques que antes figuravam pelos gramados brasileiros, hoje enfrentam o desafio de levar o clube que veste a camisa ao sucesso. Mais que a dificuldade de não estar dentro das quatro linhas para enfrentar o adversário, os atuais treinadores buscam passar seus conhecimentos para seus comandados. E até que a turma não vem decepcionando.
Que o diga Ricardo Gomes. Grande nome da defesa do Fluminense em 1984, ano que o Tricolor Carioca faturou seu único título nacional, com a fantástica média de 0,5 gol sofrido por partida, o atual treinador do São Paulo vê nas mãos a chance de repetir a proeza 25 anos depois.
Já Andrade, que divide com Zinho o posto de jogador que mais vezes Campeão Brasileiro, com cinco conquistas pra cada um, busca seu hexa campeonato pessoal logo no seu primeiro ano como técnico efetivo. Quem promete atrapalhar essa briga é Mário Sérgio, ex- meia do Inter Campeão Brasileiro invicto de 1979, que voltou ao comando do colorado para quebrar o jejum do clube e pessoal, de 30 anos sem gritar É campeão.
Mas há quem conquistou o carinho e respeito da torcida sem figurar entre os primeiros colocados. É o caso de Adílson Batista, técnico do Cruzeiro, e Silas do Avaí. Atualmente ocupando a sexta e sétima colocação, respectivamente, os dois treinadores deram a volta por cima e fizeram de um grupo desacreditado, exceder as expectativas no torneio. No caso do treinador celeste, campeão nacional como jogador em 1995, pelo Grêmio, a reestruturação do clube vice-campeão das Américas lhe rendeu um novo contrato valorizado. Já Silas, destaque da campanha do São Paulo Campeão Brasileiro de 1986, levar o então candidato ao rebaixamento, Avaí, a metade de cima da tabela fez seu nome figurar nas pautas de reuniões de grandes clubes brasileiros.
Seja Ricardo Gomes, Andrade ou Mário Sérgio, quem reconquistar o tão sonhado troféu poderá igualar o feito que somente Carpegiani, Leão e Joel Santana conseguiram. O de ser campeão nacional como jogador e treinador

Comentários
COMPATILHAR: