Da Redação*

Quase um mês após a divulgação, por meio das redes sociais, de um vídeo que mostra um pastor agredindo fisicamente a esposa, o assunto continua tendo grande repercussão e suscitando a curiosidade das pessoas a respeito do andamento do caso após a identificação do agressor da vítima.

O crime ocorreu na cidade de Arcos e ganhou grande repercussão após ser publicado, no dia 2 de outubro, no Facebook.  Uma das postagens já tem 379 mil visualizações e quase 15 mil compartilhamentos.

Elmer Flávio Mateus (Foto: Glaudson Rodrigues)

Dois dias após a divulgação maciça do vídeo, o delegado Elmer Flávio Mateus informou que foram solicitadas medidas protetivas de emergência junto ao Poder Judiciário para resguardar a integridade física da vítima que já havia sido ouvida e se mostrava bastante abalada.

Nessa segunda-feira (29), o Ultimas Notícias voltou a entrar em contato com o delegado responsável pelo caso. Em entrevista pelo telefone, Elmer informou que não houve grandes mudanças desde o dia 4, porém, os pedidos feitos junto ao Judiciário, fundamentados na lei 11.340/2006, foram acatados e o agressor está proibido de se aproximar da vítima, dentre outras restrições. Caso essa determinação seja descumprida ele poderá ser preso.

O delegado ainda afirmou que foi aberto o inquérito para investigar o caso e que o homem será processado pela agressão. A identidades dos envolvidos permanece sem serem divulgadas.

Comentários
COMPATILHAR: