Os primeiros casos da dengue do tipo 4 foram confirmados nesta quarta-feira (23) no estado do Rio de Janeiro. Depois de quase 30 anos sem nenhum caso, a maior parte da população brasileira não está protegida contra o vírus.
Nos últimos meses, o tipo 4 já tinha sido registrado em Roraima, Amazonas e Pará. Na semana passada, a doença foi confirmada no Piauí. Na terça-feira, na Bahia. E agora chegou ao Sudeste. No Rio, os casos foram registrados em Niterói, Região Metropolitana. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, são duas irmãs que não viajaram nos últimos meses, o que afasta a suspeita de o vírus ter sido contraído em outra região.
Segundo o Ministério da Saúde, o tipo 4 não é mais perigoso do que os outros vírus, mas como foi detectado há quase 30 anos, a maior parte da população brasileira nunca teve contato com o tipo 4 e pode pegar dengue pela segunda vez, o que representa um risco maior.
Ainda de acordo com dados do ministério, apesar do aparecimento do novo tipo da doença, o aumento do número de casos é provocado pela volta do vírus tipo 1, que existe há mais de 20 anos. Este ano, 80% dos casos registrados no Brasil são do tipo 1. A preocupação é principalmente com jovens e crianças que podem ter contato com este vírus pela primeira vez.

Comentários