A egressa do curso de ciências biológicas do Unifor-MG, Dra. Jordana Luísa de Castro, defendeu no dia 29 de novembro, a tese “Genetic characterization and symbiotic efficiency of Bradyrhizobium and Paraburkholderia strains originating from soils of the Quadrilátero Ferrífero” (Caracterização genética e eficiência simbiótica de estirpes de Bradyrhizobium e Paraburkholderia originárias de solos do Quadrilátero Ferrífero).

O Doutorado foi feito na Escola de Ciências Agrárias de Lavras, na Universidade Federal de Lavras (ESAL-UFLA). A ênfase é em Biologia, Microbiologia e Processos Biológicos do Solo.

O estudo é continuação do trabalho desenvolvido no mestrado, no qual foram pesquisadas comunidades de bactérias fixadoras de nitrogênio em solos do Quadrilátero Ferrífero. A tese foi desenvolvida sob orientação da Profa. Dra. Fatima Moreira do Departamento de Ciência do Solo.

A egressa explicou que a identificação e a seleção de estirpes de rizóbios com potencial como inoculantes de leguminosas (ex: Mimosa bimucronata) são ferramentas importantes para utilização em áreas degradadas para melhorar a nutrição dessas plantas em relação ao nitrogênio e reduzir o uso de fertilizantes químicos.

A pesquisa teve como objetivo avaliar estirpes bacterianas dos gêneros Bradyrhizobium e Paraburkholderia, oriundas de solos das minas Córrego do Feijão (Brumadinho, MG) e do Centro de Tecnologia de Ferrosos (Nova Lima, MG).

Ela verificou a eficiência em promover o crescimento nodular da Vigna unguiculata (Feijão caupi) e da Mimosa bimucronata (Maricá), além de caracterizá-las filogeneticamente em relação a espécies já descritas. O estudo também fez a análise e a comparação do DNA genômico de algumas dessas bactérias.

De acordo com a entrevistada, os resultados mostraram que determinadas estirpes foram capazes de promover o crescimento vegetal das plantas utilizadas. Ela afirmou que o trabalho identificou três novas espécies de bactérias pertencentes ao gênero Bradyrhizobium.

 

Trajetória
A Dra. Jordana Luísa de Castro concluiu o curso de Ciências Biológicas no UNIFOR-MG em 2012. Ela foi bolsista no projeto Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG) Geologia para Todos. Em 2016, finalizou o Mestrado em Ciência do Solo na UFLA.

Sobre a defesa do Doutorado, ela destacou que é uma conquista importante para a sua trajetória acadêmica e profissional, já que agora, como professora universitária, pode aplicar o conhecimento adquirido durante todo esse período.

A egressa falou sobre a importância do Centro Universitário de Formiga para os seus estudos. “O UNIFOR-MG teve um papel especial na minha formação acadêmica, através dos ótimos professores e da estrutura fornecida no curso de Ciências Biológicas. Além disso, tive a oportunidade de ser bolsista de Iniciação Científica no projeto Geologia para Todos, o que despertou o meu interesse pela pesquisa. A base construída na minha graduação foi o diferencial para que eu trilhasse o caminho acadêmico. Agradeço a todos os docentes que contribuíram para que eu chegasse até aqui”.

 

Créditos: Reprodução/Unifor-MG

 

Fonte: Unifor-MG

Comentários
COMPATILHAR: