No dia 2 (primeiro turno) e 30 de outubro (caso haja segundo turno), as seções eleitorais de Rondônia, de Mato Grosso, de Mato Grosso do Sul e de Roraima abrirão uma hora antes das demais localidades do país, ou seja, às 7h no horário local.

Boa parte das seções do Amazonas também iniciará a votação às 7h, mas, como algumas localidades seguem o fuso horário do Acre, nesses lugares, os trabalhos de coleta dos votos do eleitorado começarão com duas horas de antecedência, ou seja, às 6h.

Já em Fernando de Noronha, o arquipélago sob administração do estado de Pernambuco, a votação será iniciada às 9h do horário local para coincidir com o horário de Brasília.

Essa diversidade se deve aos fusos horários diferentes e a uma decisão do Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de dezembro de 2021, que determinou a uniformização do horário de votação em todo o país.

Nas Eleições Gerais de 2022, as seções eleitorais serão abertas às 8h e encerrarão os trabalhos às 17h do horário de Brasília, desde que não haja eleitores na fila. Como consequência, estados com fuso horário diferente da capital terão de se adequar à medida.

A previsão é de que, com a unificação do horário de votação, a divulgação dos resultados para todos os cargos seja iniciada a partir das 17h da hora oficial de Brasília.

Independentemente da hora de início, o período de votação continuará sendo de oito horas em todas as unidades da federação. A regra, porém, não vale para eleitores que votarão no exterior.

Em pleitos anteriores, a Justiça Eleitoral somente divulgava essas informações após o término do recebimento dos votos no Acre, último estado a concluir o processo de votação, que, antes da uniformização, ocorria conforme o horário local.

A norma, que também era prevista em resolução, visava evitar que a difusão dos dados pudesse influenciar pessoas que votavam em localidades com seções eleitorais ainda em funcionamento.

Fonte: O Tempo

Comentários
COMPATILHAR: