Pouco mais de 2,5 milhões de pessoas em Minas Gerais não completaram o esquema vacinal contra Covid-19 com duas doses ou dose única. Dado foi divulgado pelo secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, em coletiva de imprensa junto ao governador, Romeu Zema (Novo), nesta quinta-feira (27). 

“A vacina é a principal arma de combate ao coronavírus. Por isso é tão importante que as pessoas procurem um posto para se imunizar. A vacina é segura, eficaz, e hoje temos visto que as internações, principalmente, são de quem não cumpriu todo o ciclo ou está sem nenhuma dose. Óbitos seguem a mesma lógica”, ressaltou o chefe da pasta.

Estamos chegando a quase 40 milhões de doses enviadas aos municípios mineiros. Mas é preciso que todos tenham consciência e tomem a vacina. Não acreditem em fake news. As vacinas são seguras e altamente testadas e desenvolvidas por cientistas. O maior trunfo contra a pandemia é a vacinação”, ponderou Zema.

Em especial, classificou Baccheretti, é necessário olhar para a vacinação de crianças com idade entre 5 e 11 anos neste momento da pandemia. “A expectativa é a de que agora em fevereiro toda criança já esteja imunizada com a primeira dose no estado, o que vai gerar uma proteção inicial para os pequenos e pequenas. Reforço que a vacina é confiável e os efeitos colaterais frente aos benefícios são infinitamente menores. Então, mães, pais ou responsáveis contamos com vocês nessa luta”, acrescentou.

Aumento de 218%

O relatório emitido nesta semana pelo Comitê Extraordinário Covid-19, do governo do Estado, alertou aumento de 218% na taxa de incidência média da doença. O percentual reflete diretamente na média móvel de casos, que chegou a 22 mil nessa terça-feira (25). 

Fonte: O Tempo

Comentários