Hábitos do dia a dia que parecem inofensivos podem causar em longo prazo marcas desagradáveis no rosto, como o famoso ?bigode chinês?, aquelas linhas que vão da base do nariz até a lateral da boca, e também as rugas.
Mas existem alguns exercícios que podem minimizar esses problemas, como explicou a fonoaudióloga especializada em estética facial Gisele Valdstein.
Dormir de bruços com o rosto de lado e as mãos na bochecha, roer unhas, morder o lábio inferior, apoiar a cabeça nos braços e mastigar apenas de um lado podem ser causas dessas linhas no rosto. Essas causas podem provocar uma tensão excessiva da musculatura ao redor da boca e das bochechas, mas a flacidez dos músculos também pode causar as marcas.
No entanto, é preciso ressaltar que esses exercícios são voltados para a musculatura do rosto e não para a pele – o rejuvenescimento é apenas uma consequência da melhoria das funções do rosto, da tonicidade ou alongamento que os exercícios proporcionam.
Fora isso, a prática deles faz com que a pessoa diminua os movimentos que causam as linhas de expressão. Porém, os exercícios não solucionam os problemas que surgem por causa do envelhecimento, por isso não é possível rejuvenescer o rosto em todos os casos.
Esse envelhecimento causa perda do colágeno na pele, o que causa as rugas. Fatores externos como exposição freqüente ao sol, maus hábitos alimentares, desidratação, poluição, fumo e falta de sono também podem desencadear essas marcas.
Para evitar as rugas, a dica da dermatologista Márcia Purceli é manter o rosto sempre limpo, retirar a maquiagem com demaquilante, utilizar cremes antirrugas ou hidratantes para a região dos olhos e também protetor solar. Como tratamentos, existem o ácido hialurônico e o ácido retinóico, que devem ser indicados sempre por um dermatologista.
Existe também a possibilidade de combater as rugas com a acupuntura, como mostrou a repórter Daiana Garbin(no vídeo acima). As agulhas do procedimento ajudam a relaxar a musculatura na região da linha de expressão sem cortes, química e paralisação do rosto. O ideal é que o paciente faça de 10 a 12 sessões, uma vez por semana, para minimizar as marcas no rosto.
Sobrancelha e cílios
Outras duas regiões do rosto podem sofrer alguns problemas, como a queda dos fios, por exemplo. No caso da sobrancelha, existem duas técnicas distintas: o transplante e o implante ? essa última é contraindicada atualmente porque os fios sintéticos podem ser rejeitados pelo organismo.
O transplante é um procedimento moderno, que custa em média R$ 10 mil reais, que retira uma faixa do couro cabeludo, onde os fios têm 1 ou 2 folículos, para aplicar na sobrancelha, como explicou o cirurgião plástico Ricardo Lemos.
Mas isso não é para todo mundo ? é importante saber se o crescimento dos pelos será igual, ou seja, pessoas com cabelos muito grossos ou enrolados não devem fazer porque ficará com a aparência de algo artificial.
Já os cuidados com os cílios são diferentes. Homens e mulheres devem lavá-los diariamente com shampoo de bebê, que não irrita os olhos, para retirar a oleosidade dos pelos ? a recomendação é dobrada caso a pessoa tenha tendência a ter blefarite, uma inflamação nas bordas das pálpebras.

Comentários
COMPATILHAR: