Mesmo sem uma atuação brilhante, o Atlético-MG fez o suficiente para vencer por 4 a 1 o Juventude, neste domingo, no Mineirão. Com o resultado, o Galo entrou na zona de classificação para a Copa Sul-Americana de 2008, somando 49 pontos.
Do outro lado, a situação é ainda mais dramática. O Juventude manteve os 38 pontos, e está cada vez mais perto de confirmar o rebaixamento. Para que isso não aconteça, precisa vencer suas duas últimas partidas e torcer para que o Corinthians perca seus dois próximos compromissos.
O Juventude era quem mais precisava da vitória. Mas empurrado pela torcida que encheu o Mineirão, o Atlético dominou nos primeiros minutos de partida. O time gaúcho permanecia fechado, tentando explorar os contra-ataques.
O Galo chegou a balançar a rede aos 14 minutos, quando Marinho marcou após cobrança de escanteio. No entanto, o árbitro Paulo César de Olveira assinalou impedimento do lateral Coelho.
Mas pouco tempo depois o time da casa marcou um gol legal. Aos 19 minutos, Marinho cobrou falta na área, e o zagueiro Leandro Almeida subiu mais do que a zaga do Juventude para abrir o placar.
Mas diante da necessidade de vencer para evitar o rebaixamento, o Juventude partiu para cima e chegou ao empate três minutos mais tarde. Numa jogada muito parecida com o gol atleticano, Camazzola cobrou falta na área, o zagueiro Nunes marcou de cabeça.
A partir de então, as duas equipes pouco ameaçaram os goleiros Juninho e Michel Alves. Maycon deu algum trabalho ao Atlético, e Coelho, em duas cobranças de falta, chegou a preocupar a defesa do Juventude.

Comentários