O Atlético ainda não decolou no Campeonato Mineiro, mas faz o mínimo para continuar entre os quatro primeiros colocados que irão disputar as semifinais da competição. Em visita ao Uberaba, ontem, o Galo venceu por 1 a 0, com gol do volante Rafael Miranda, e agora soma nove pontos em cinco jogos. A campanha é irregular. São três vitórias e duas derrotas.
Já o adversário do Galo vive momento delicado na competição. Em cinco jogos, o Uberaba soma apenas dois pontos e já teme o rebaixamento para o Módulo II. O próximo adversário do Uberaba será o Ipatinga, também pressionado pelo descenso. Já o Atlético receberá o Ituiutaba no Mineirão e tentará a sua primeira seqüência de vitórias.
Antes de enfrentar o Ituiutaba, no entanto, o Galo estreará pela Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira, o alvinegro mineiro vai a Tocantins enfrentar o Palmas. Uma vitória por dois gols de diferença elimina o jogo de volta.

O jogo
De volta ao Atlético, o lateral- direito Coelho mostrou logo nos primeiros minutos que continua com moral junto aos companheiros. Além de ser titular com apenas uma semana de treinos, ele é quem cobrava todas as faltas, tanto perto como longe da área. Tanto que no primeiro tempo, as principais chances de gols atleticanos foram em cobranças de faltas ou escanteios.
Já o Uberaba, que precisava muito da vitória para sair da zona de rebaixamento, chegava aos contra-ataques aproveitando os erros no meio de campo atleticano. No entanto, sem qualidade, o time errava no momento final. Lance que ilustra esse erro do Zebu aconteceu aos 13 min do primeiro tempo, quando Camanducaia recebeu livre dentro da área, mas chutou mascado.
O Galo também tentava. O armador Gérson, por exemplo, chutou forte da entrada da área e a bola bateu na trave. Aos 24 min do primeiro, no entanto, o Atlético abriu o marcador. Depois de cobrança de Coelho, o volante Rafael Miranda aproveitou rebote dentro da área do Zebu e marcou pela quarta vez como jogador profissional.
Depois do gol, os atleticanos se acalmaram e o Uberaba partiu desordenado para o ataque. Assim, o time do Triângulo Mineiro dava brechas para os contra-golpes alvinegros. Em um deles, o volante Renan foi parado pelo volante Rogério, que acabou expulso por receber o segundo cartão amarelo na partida. Mesmo com um jogador a menos, o Uberaba continuou em cima do Atlético, mas sem qualidade.
Aproveitando esses espaços, Marques começou a apareceu mais no jogo. No último minuto do primeiro tempo, o ídolo atleticano teve grande chance de ampliar o marcador, mas falhou. Ele driblou o goleiro e, sem ângulo, chutou para o gol. O zagueiro adversário estava bem posicionado e afastou o perigo.

Erros antigos
Apesar de vencer, o Atlético repetia os equívocos do jogo contra o Social. Além das falhas na finalização, o goleiro Édson mostrou que não aprendeu com o erro da semana passada e quase levou outro gol porque estava adiantado demais. Desta vez, no entanto, a bola bateu no travessão.
Antes dos 20 min, mais um falha alvinegra. O zagueiro Marcos recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida. Isso deu novo ânimo para o Uberaba, que já se entregava. O jogo ganhou em movimentação e emoção, mas os dois times erravam muito no momento da finalização. Tanto que as principais chances atleticanas eram em cobranças de falta de Coelho e Renan.

Comentários