O Ministério da Saúde vai incluir nesta sexta-feira (21) a vacina CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos no Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO) contra a Covid-19. A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 publicará nota técnica sobre o assunto até o fim do dia.

A incorporação da vacina produzida pelo Instituto Butantan foi informada pelo secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, e acontece um dia após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o uso do imunizante no grupo etário.

Ele afirmou ainda que há um estoque estimado de 9 milhões de doses da CoronaVac. Do total, 6 milhões estão com o Ministério da Saúde que, depois da publicação da nota técnica, irá divulgar a forma de distribuição aos estados.

Além das vacinas no estoque federal, Cruz acrescentou que as unidades da Federação têm mais 3 milhões de doses que já podem ser aplicadas em crianças e adolescentes sem comorbidades.

“Como o ministro já disse, as vacinas aprovadas pela Anvisa são passíveis de incorporação no PNI, esse deve ser o caminho adotado. O ministério tem hoje disponibilidade imediata de 6 milhões de doses, isso está disponível no site do ministério da Saúde”, afirmou Cruz na manhã desta sexta-feira.

“A gente vai conversar com os estados, ver qual é o estoque [de vacinas disponíveis em cada região] para que a gente possa fazer uma distribuição mais justa, para que todos tenham a oportunidade de avançar na negociação”, acrescentou.

Fonte: O Tempo

Comentários