Uma operação integrada da Polícia Federal, da Polícia Militar de São Paulo e do Departamento Penitenciário Nacional prendeu nessa quinta-feira (22) Wilson Decaria Júnior, apontado como o principal doleiro da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Conhecido como Tio, Wilson foi preso em um resort de luxo em Itapeva, no interior de Minas Gerais. Ele era procurado e condenado por ter participado do assassinato do advogado Francisco de Assis Henrique, morto ao deixar um restaurante localizado em posto de gasolina na cidade de São Paulo em 2019.

A participação do doleiro no assassinato do advogado foi delatada pelo piloto Felipe Ramos de Moraes, que fez o “voo da morte” com os líderes do PCC Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, em fevereiro de 2018, em Aquiraz, no Ceará.

Segundo a investigação, Gegê do Mangue e Paca foram assassinados por integrantes da mesma organização criminosa em uma área de reserva indígena no município de Aquiraz, também na Grande Fortaleza. Eles teriam sido mortos por suspeita de desvio de dinheiro após um voo fretado pela própria facção.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: