Um homem que não teve a identidade revelada foi preso em flagrante e indiciado pela Polícia Civil por injúria racial contra policial militar, em Ponte Nova, na Zona da Mata mineira. O crime foi registrado nessa terça-feira (18) durante o atendimento de uma ocorrência. Conforme informações da Polícia Civil (PCMG), o suspeito confessou ter dito palavras de cunho racista para o militar, mas negou que tenha feito ameaças. O homem foi encaminhado ao presídio da cidade onde permanece à disposição da Justiça.

Segundo a PC, o policial militar foi atender a uma ocorrência indicando que o suspeito teria jogado um artefato explosivo na rua (uma “bomba”) que assustou o irmão, um idoso de 70 anos. Durante conversa com a vítima, o suspeito saiu de casa e teria ameaçado o irmão, a sobrinha, e ofendido o militar direcionando palavras de baixo calão e de cunho racistas.

Durante a investigação, conforme detalhou a polícia, o suspeito confessou ter dito palavras de cunho racista para o militar, mas negou as ameaças. O homem foi preso em flagrante e não teve o benefício de prestar fiança, “pois o Supremo Tribunal Federal entende que a injúria racial é imprescritível e inafiançável“, detalhou o delegado Gilzan Lessa.

A soma dos crimes impede a fixação de fiança e o investigado foi direcionado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.”

O suspeito foi indiciado por injúria racial, ameaça e resistência à prisão.

 

Fonte: Itatiaia

 

Comentários
COMPATILHAR: