Uma mulher de 35 anos foi morta a facadas pelo ex-marido na frente do filho do casal, de 8 anos, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, nessa terça-feira (12). O suspeito, que deixou a prisão há três meses, fugiu com a criança e a deixou na casa de um amigo. Na sequência, ele foi para Cachoeira Alta, em Goiás, onde acabou sendo preso. O homem tem passagens pela políocia e, inclusive, cumpre pena em liberdade.

A mãe do suspeito, em conversa com a Polícia Militar (PM), contou que o casal havia almoçado na casa dela, mas começaram a brigar e foram embora. Imagens do circuito de segurança do apartamento da vítima mostram que os dois chegaram por volta de 16h40.

Uma moradora do condomínio relatou que ouviu gritos de criança vindos do imóvel. Conforme registrado na ocorrência, o garoto dizia: “para, pai, para”. O feminicídio aconteceu já na parte da noite e logo depois o suspeito fugiu com o filho e o deixou na casa de um amigo.

A testemunha disse que o suspeito entregou a criança pedindo para que ela cuidasse bem do filho, pois iria fugir de Uberlândia. Apesar de ter sido indagado sobre o que havia acontecido, visto que estava com a roupa suja de sangue, o homem não disse nada.

O conhecido do suspeito resolveu ir até o apartamento da ex-mulher do conhecido. O imóvel estava trancado e um chaveiro foi solicitado para abrir o imóvel. A vítima foi encontrada caída e com muito sangue no chão. Uma faca acabou sendo localizada perto da cabeça da mulher.

A perícia da Polícia Civil identificou cinco facadas no pescoço.

Mobilização para prender suspeito

Diante das informações da fuga do suspeito, a PM iniciou intenso rastreamento na cidade, municípios e estados vizinhos. Já na madrugada desta quarta (13), a Polícia Militar de Goiás encontrou o homem em Cachoeira Alta, que fica a 309 km de distância de Uberlândia.

O homem acabou sendo preso em flagrante. O carro foi removido e os objetos pessoais apreendidos. De acordo com a PM, o suspeito tinha passagens por agressões e ameaças contra a ex-esposa. Ele chegou a ser condenado à prisão por sequestro e cárcere privado contra o filho e a ex, contudo foi colocado em liberdade em 9 de abril.

A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Uberlândia.

 

 

Fonte: O Tempo

Comentários
COMPATILHAR: