Da Redação*

O formiguense Gilberto Freitas, coronel da Reserva do Exército Brasileiro faleceu aos 86 anos, nesse domingo (12), no Rio de Janeiro, onde morava.

Ele permaneceu internado por quase duas semanas até seu falecimento. A causa da morte não foi informada.

O corpo do coronel será transferido para Belo Horizonte. O enterro está marcado para esta terça-feira (14), às 9h, no Cemitério Bonfim, na capital Mineira, onde será enterrado no jazigo da família, no mesmo local onde foram enterrados os pais dele, dentre outros parentes próximos.

Advogado por formação, o coronel escreveu o nome dele nas páginas da história local ao idealizar o brasão oficial da cidade, o mesmo presente na bandeira de Formiga. Ele também é o autor de brasões de várias escolas do município, de clubes, sindicatos e ainda, de várias cidades, como Iguatama, Bonsucesso, Manhuaçu, Cruzília, Vila Velha/ES, dentre outras.

Além disso, ainda na patente de capitão, foi idealizador do “Monumento ao Expedicionário”, erguido em homenagem aos ex-combatentes formiguenses na Segunda Guerra Mundial.

A passagem do coronel para a reserva ocorreu em 1983, após servir ao Exército Brasileiro por 35 anos.

Mesmo vivendo no Rio de Janeiro, ele jamais se esqueceu da terra natal, sendo sempre presente inclusive nas atividades do TG 04-030 ao longo de muitas décadas. Aqui em Formiga, o coronel deixa agora um grande número de amigos e admiradores.

 

Comentários
COMPATILHAR: