A Petrobras informou nesta segunda-feira (20) que José Mauro Coelho pediu demissão do cargo de presidente da empresa e renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da estatal nesta manhã.

“A nomeação de um presidente interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras a partir de agora”, diz o comunicado da companhia.

A Petrobras será comandada, interinamente, pelo atual diretor executivo de Exploração e Produção da companhia, Fernando Borges. A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira (20) pouco depois de anunciada a saída de José Mauro Coelho, que pediu demissão da Presidência e do Conselho de Administração da estatal.

Conforme comunicado da Petrobras protocolado junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Borges ficará no comando da companhia até que seja eleito e empossado um novo presidente na estatal.

No dia 23 de maio, o Ministério de Minas e Energia informou que o governo federal, como acionista controlador da Petrobras, tinha decidido pela troca do presidente da estatal.

À época, o governo anunciou que José Mauro Coelho, que assumiu o cargo no dia 14 de abril, seria substituído por Caio Mário Paes de Andrade.

O novo nome indicado pelo governo precisa ser aprovado pelo Comitê de Pessoas da Petrobras que faz a avaliação de currículo

Depois, tem que ser eleito na Assembleia Geral Ordinária da empresa.  Após essa etapa, ainda terá seu nome submetido ao Conselho de Administração da companhia, onde precisará ser aprovado.

Fonte: Agência Brasil

Comentários
COMPATILHAR: