Um jovem, de 20 anos, não identificado, foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no hospital Kantonsspital Winterthur, na Suíça, após ter desenvolvido pneumomediastino, uma condição pulmonar rara, após ter se masturbado.

É a primeira vez que um caso relacionado à masturbação é registrado, apesar de já haver documentação de incidentes que ocorreram após sexo ou uso de drogas.

Conforme caso clínico publicado neste mês na revista “Radiology Case Reports”, o jovem apresentava inchaço no rosto, dores no peito e dificuldade de respirar. Durante atendimento, ele revelou à equipe médica que havia se masturbado antes dos sintomas aparecerem.

“Apresentamos o caso de um jovem saudável que desenvolveu pneumomediastino e enfisema subcutâneo profundo com início durante a masturbação. Como não há literatura sobre pneumomediastino espontâneo associado a experiências autoeróticas, consideramos nosso caso uma apresentação incomum dessa entidade”, pontua o artigo.

O paciente sofreu um “início súbito de dor torácica aguda seguida de falta de ar enquanto estava deitado na cama se masturbando”. Ele tem asma leve e quadro clínico de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e não usou drogas, fumou ou estava com tosse.

O jovem apresentou enfisema subcutâneo em radiografia torácica e pneumomediastino profundo em tomografia computadorizada. A hospitalização durou três dias e antibióticos foram administrados por via intravenosa. No quarto dia, ele foi transferido para uma enfermaria e, sem maiores complicações, recebeu alta.

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: