Uma médica-legista do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba (PR) foi presa nessa quinta-feira, transportando órgãos humanos dentro de seu carro. De acordo com a polícia, ela foi presa no momento em que saía do IML.
Segundo o diretor do IML, as investigações partiram do próprio instituto, que percebeu que todos os dias a médica saía com uma caixa de isopor. A segurança foi reforçada e ela acabou sendo descoberta.
Ainda conforme o diretor, o IML só autoriza doação de órgãos ou corpos após o prazo de 30 dias para apresentação de familiares.

Comentários
COMPATILHAR: