Com o temporal que caiu em Formiga na noite de quarta-feira da semana passada (16), diversos prejuízos foram ocasionados em Formiga. Além da cabeceira de uma ponte que cedeu no centro da cidade, o equipamento de retransmissão do sinal da Band, no Morro da Loreta, e os repetidores instalados no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) se queimaram.
Moradores do bairro Engenho de Serra entraram em contato com a redação do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias e reclamaram que as emissoras estão fora do ar e que somente quem tem sky ou parabólica está conseguindo assistir aos programas televisivos. A reclamação também foi apresentada na reunião da Câmara Municipal nesta segunda-feira (21).
A redação entrou em contato com a Secretaria de Comunicação e foi informada de que os representantes das emissoras estiveram em Formiga para providenciar o reparo nos equipamentos queimados. Algumas emissoras já voltaram ao ar, porém em outros canais: a Alterosa voltou nesta tarde no canal 69, após a troca do equipamento, a Globo voltou no canal 54, foi feito o conserto do aparelho em Formiga mesmo.
No caso da Record, o aparelho está na assistência técnica e a transmissão deve retornar até o final da semana. Em relação à Band, Rede TV e Canção Nova, os técnicos levaram equipamento na tarde desta terça-feira (22) e ainda não deram previsão de quando as emissoras voltam ao ar. Já a TV Oeste deve voltar ao ar na sexta-feira para quem mora no Engenho de Serra.
A Secretaria de Comunicação informou ainda que todos os equipamentos repetidores de TV instalados no Saae, além de computadores e estabilizadores, se queimaram com a chuva de quarta-feira passada. Apenas o bairro Engenho de Serra ficou afetado sem o sinal de TV, pois a retransmissão é feita pelos repetidores que ficam no Saae.
No caso do aparelho retransmissor da Band, instalado no Morro da Loreta, a emissora está no ar provisoriamente pelo canal 4 em toda a cidade. Segundo informações da Secretaria de Comunicação, os equipamentos de retransmissão da Bandeirantes são bastante antigos e foram totalmente queimados. Já havia sido detectada a necessidade de troca dos parelhos no ano passado e, no dia 11 deste mês, foi autorizada pela Secretaria Municipal de Fazenda a aquisição de novos equipamentos para a retransmissão do canal. Assim, foi aberto um processo de licitação para a compra da nova aparelhagem, que custa em média R$2 mil. O sinal deve ser restabelecido em 30 ou 40 dias.
No caso de queima de aparelhos de retransmissão de TV, a responsabilidade de troca dos equipamentos é do município, mas algumas emissoras, como a Globo e a Alterosa, fizeram a troca gratuitamente, segundo informações da Secretaria de Comunicação.

Comentários