Morreu na noite de ontem (22), aos 87 anos, na capital paulista, o músico e poeta Luiz Galvão, fundador do grupo Novos Baianos. Ele estava internado desde o dia 16 de setembro, com suspeita de hemorragia gastrointestinal, na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Em seguida, foi internado no Instituto do Coração, onde morreu. A causa da morte não foi divulgada. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

Galvão nasceu em Juazeiro, no norte da Bahia, em 22 de julho de 1937. Além de músico, foi jogador profissional de futebol em Juazeiro e campeão baiano de futebol de salão. Formado em agronomia, exerceu a profissão por seis anos, quando decidiu viver de arte.

Com os Novos Baianos, Galvão lançou o álbum Acabou chorare, que juntava samba, rock, bossa nova, frevo, choro e baião. O disco trazia faixas como Preta pretinhaMistério do planetaA menina dança e Besta é tu. A coletânea foi eleita pela revista Rolling Stone como a melhor da história da música brasileira, em outubro de 2007.

No total, foram oito discos de estúdio, dois álbuns ao vivo, e dois de reuniões do grupo. Luiz Galvão escreveu a maioria das canções gravadas pelo grupo.

 

Fonte: Agência Brasil

COMPATILHAR: