A Polícia Federal inutilizou 302 balsas de garimpo que estavam atuando de forma ilegal no Rio Madeira, na floresta amazônica. Esse foi o saldo da Operação Draga Zero, encerrada no sábado (2), após 12 dias de atuação dos agentes.

Com o apoio do Ibama, policiais federais percorreram 1.500km no Rio Madeira, passando pelos municípios amazonenses de Autazes, Nova Olinda do Norte, Borba, Novo Aripuanã e Manicoré, com o intuito de combater os crimes de garimpo ilegal.

Os agentes chegaram a usar imagens de satélite, para identificar os locais com maior concentração de balsas usadas pelos garimpeiros. As ações se dividiram em seis pontos espalhados pela região.

A prática da atividade na região, além de causar danos ao meio ambiente e à saúde pública em virtude da contaminação do rio por mercúrio e cianeto, também interfere na cultura de povos tradicionais, uma vez que áreas indígenas chegaram a ser invadidas pelos criminosos, na região de Manicoré/AM”, destaca a PF em nota.

Fonte: O Tempo

 

COMPATILHAR: