Dois alvos de uma operação de combate a roubo a bancos no Centro-Oeste de Minas, realizada na manhã desta sexta-feira (29), foram mortos durante confronto. Um terceiro suspeito foi identificado e está foragido, segundo a Polícia Militar.

O trio é suspeito de participação no assalto a agências bancárias da rede Sicoob, em março, em Divinópolis e Perdigão.

Durante coletiva de imprensa, o tenente Coronel Paulo Antônio, comandante da 19º Companhia da PM em Pará de Minas, detalhou como foi a Operação 756.

“Após os crimes as agências bancárias o comando da polícia acendeu o sinal de alerta e junto ao Gaeco iniciou as investigações. Com o trabalho foi possível identificar os suspeitos e também chegar ao endereço deles, saber onde frequentavam e como agiam. A partir disso, conseguimos três alvos, e em um dos endereços alvos, foram encontrados dois suspeitos”, disse.

Ainda segundo o Coronel, ao perceber a presença dos militares os dois suspeitos começaram a atirar e a PM revidou.

“Para se defender foi necessário que os militares reagissem e os autores foram baleados. Foi prestado o devido socorro e os suspeitos foram encaminhados para o hospital, mas não resistiram. No local onde eles estavam foram recuperados dois veículos produto de roubo, material que foi retirado de vigilantes como arma e coletes balísticos”, destacou.

Operação

A operação 756, feita pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Divinópolis, e PM, cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão em Nova Serrana, Conceição do Pará e Perdigão.

A operação tem o objetivo de combater crimes de roubo a bancos. Segundo informações do MPMG, foram a apreendidas armas de fogo, munição, veículos clonados, dinheiro, placas balísticas, coldre, luvas, coletes, cabo de aço para a remoção de cofres, entre outros objetos utilizados para a prática dos roubos.

Roubos

O nome da operação faz referência ao número de identificação das agências bancárias do Sicoob. Em março, foram três roubos em agências de Perdigão, distrito de Engenho do Ribeiro e em Santo Antônio dos Campos.

Durante a investigação, segundo o MPMG, foram adotadas, ainda, medidas preventivas para evitar dois roubos na cidade de Quartel-Geral. A ação contou com a participação de um promotor de Justiça, seis agentes do Gaeco, dois servidores do MPMG e 41 policiais militares, com o empenho de 16 viaturas.

Fonte: G1

 

Comentários
COMPATILHAR: