É hora de fazer as malas e ir para o exterior. Para o turista interessado em fazer viagem internacional, o momento é propício para comprar as passagens aéreas, diárias de hotéis e dólares. A baixa temporada e o desaquecimento de demanda para os pacotes internacionais estão levando as companhias aéreas a lançar promoções com descontos de até 40% nos preços.
Há ainda brindes atrativos, como estada gratuita nas paradas em Paris e terceiro passageiro de graça em cabines de navios, além de parcelamento de até 10 vezes no pagamento. Algumas companhias, como a Copa Airlines, estenderam a promoção de segundo passageiro de graça na compra de bilhetes na classe econômica. Nos navios na costa brasileira, o passageiro encontra com facilidade, hoje, pacotes para o réveillon, o que era impossível em setembro do ano passado.
?Nos últimos 15 dias, houve aquecimento nas vendas das passagens aéreas. Muita gente está percebendo que a gripe suína está pior aqui do que em outros países?, afirma José Carlos Vieira, diretor regional e vice-presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav).
A companhia aérea portuguesa TAP Airlines lançou promoção relâmpago com preços a partir de 10 parcelas mensais de R$ 167 nas compras de pacotes de quatro noites na Europa, com direito a transporte aéreo e hospedagem. A Copa Airlines lançou promoção com preços a partir de 10 parcelas de R$ 177 para destinos dos Estados Unidos e México, com hospedagem em quatro noites.
Nas compras de bilhetes no site da Air France, os clientes ganham parada grátis em Paris, quando o destino final da viagem for qualquer outra cidade da malha aérea da companhia. Em uma viagem para Madri ou Londres, via Paris, o passageiro pode ficar alguns dias na capital francesa. ?Houve aumento de oferta de voos para a Europa, e as companhias aéreas passaram a concorrer entre si?, afirma Luiz Carlos de Oliveira, diretor da Nascente Turismo.
Os passeios de navios estão prejudicados com a gripe suína e divulgação de notícias negativas no ano passado. ?O navio tem concentração grande de gente, aí o turista fica com medo. Além disso, foram divulgadas muitas informações sem consistência em relação aos navios?, afirma Montovani Teixeira Bernardes, gerente do departamento internacional da CVC Turismo. Segundo ele, as promoções de navios lançadas recentemente ajudaram a aquecer a demanda, mas ainda está aquém da expectativa. ?O movimento está voltando a crescer, mas não está igual ao do ano passado, antes da crise. Nesta época do ano em 2008, já não tinha lugar nos navios. Hoje, o passageiro pode escolher?, afirma.
As promoções e o dólar favorável (cotado nas agências em torno de R$ 1,88) estão ajudando a aquecer a demanda pelos destinos internacionais, na avaliação de Ana Cristina da Silva, diretora da Ibiza Turismo. ?Para o réveillon, a pessoa consegue pagar um mesmo preço em um resort no Brasil e em Paris?, observa Ana Cristina. Ela afirma, no entanto, que a procura ainda está abaixo do período antes da crise econômica. ?Ainda não saímos da crise?, diz.
O advogado Gustavo Pantuzzo Silva embarcou ontem para Punta Cana, na República Dominicana, com a mulher e mais seis amigos. Ele aproveitou a promoção da Copa de pagar uma passagem e levar duas, com hospedagem no Club Med. ?O preço foi bom?, diz. Em função da gripe suína, Silva foi obrigado a cancelar a viagem de férias para a Argentina em julho deste ano. ?Na época, eles tinham fechado os locais públicos na Argentina. Achei melhor esperar?, observa.

Comentários
COMPATILHAR: