Nesta quinta-feira (9), representantes das Secretarias Municipais de Cultura, Saúde, Desenvolvimento Humano e Educação estiveram reunidos com o chefe de Gabinete Sheldon Almeida para tratar sobre os programas e projetos socioeducativos desenvolvidos pela Prefeitura. Durante a reunião, esteve presente também a representante do Judiciário, a piscóloga Fernanda Simplício Cardoso.
O objetivo do encontro foi dar continuidade a uma discussão proposta entre o Executivo e o Judiciário para debater a necessidade de um Centro Socioeducativo para Internação de Adolescentes Autores de Atos Infracionais.
Segundo Sheldon Almeida, foram elencados os programas e projetos socioeducativos da Prefeitura e analisada uma forma para que o Executivo possa contribuir para melhorar a situação de crianças e adolescentes em risco.
Durante a reunião, o chefe de Gabinete sugeriu a adoção de algum programa voltado para o primeiro emprego dos adolescentes. A representante da Secretaria de Educação, Dagmar Damasceno, destacou a necessidade de se desenvolver uma cultura de trabalho com esses jovens, que muitas vezes se sentem envergonhados com determinados trabalhos. A educadora lembrou ainda da necessidade de um atendimento educacional, social e também de saúde (tanto física como mental).
Outro tema, desta vez levantado por representantes da Secretaria de Desenvolvimento Humano, foi a recusa de alguns jovens em participar dos programas e projetos socioeducativos.
Um dos representantes da Secretaria Municipal de Saúde, o psicólogo Roberto Mendonça, falou sobre as formas de tratamento para jovens dependentes químicos e alertou: ?A internação é o último recurso para um dependente?. Na oportunidade, ele falou dos trabalhos desenvolvidos no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e os problemas enfrentados pela instituição que, aliás, não pode prestar atendimento a menores de 18 anos.
De acordo com Sheldon Almeida, a reunião serviu para que os presentes pudessem conhecer os programas e projetos socioeducativos e perceber um pouco da realidade de cada um.
No dia 21 de setembro, uma reunião foi agendada com o juiz da Vara Criminal da Comarca de Formiga, Richard Fernando da Silva. Na ocasião, será entregue um mini protocolo onde estarão definidos cada projeto e programa, seus objetivos e restrições.

Comentários