Os vereadores aprovaram na reunião desta semana o projeto de lei 526/2012, autorizando o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) a suplementar no orçamento vigente a quantia de R$889.38,20. O repasse é para a construção da barragem de água danificada pelas fortes chuvas que ocorreram em dezembro de 2008.
Em várias ocasiões, os vereadores cobraram a construção da barragem por parte da Prefeitura. José Gilmar Furtado (Mazinho/DEM) disse nesta semana que o projeto é louvável. ?Mas tem que parabenizar é a dona de casa, que tem ?paciência de Jó?, pela falta de água nos bairros. O projeto entra nesta Casa é porque esse é um ano eleitoral. De 40 anos para cá, não foi feito um investimento sequer no Saae. Já foi muito dinheiro desperdiçado na captação da água. Espero que esse projeto saia do papel, porque o povo de Formiga não aguenta mais ficar sem água, isso sem falar na conta de água, pagar e não ter para usar?.
Mauro César/PMDB relatou que a falta de água é um problema antigo na cidade. ?A falta de água é um problema real e crônico. Em vários bairros há uma necessidade de mais postos artesianos. Pedimos para que o Saae estude uma forma para atender o abastecimento de água em nossa cidade, pois não podemos ter uma falta de água em pleno século XXI?, disse Mauro César.
Dr. Reginaldo lembrou a solicitação de um repasse que ele fez à deputada federal Jô Moraes/PCdoB no ano passado. ?Foram cerca de R$650 mil destinado ao Saae. A Jô Moraes fez a emenda parlamentar e foi encaminhado a Brasília o projeto da barragem. Foi solicitado pelo prefeito Aluísio Veloso, que nós que estendêssemos essa emenda da deputada, caso esse verba não saia em tempo hábil, que ela seja usada em outras necessidades do Saae, como a canalização, nós ampliamos esta emenda. Essa verbas precisam também de muito empenho por parte da Prefeitura?.
Gonçalo Faria/PSB disse que é uma necessidade e um desejo antigo a construção da barragem. ?Não temos conseguido porque as planilhas até agora apresentadas deram deserção em duas licitações, pois o levantamento ficou muito abaixo do que o mercado cobra. Que agora o município tenha condição de fazer uma nova licitação e encontrar uma empresa que se interesse nessa obra?, disse o vereador.
No Saae
O assessor geral do Saae, Baldomiro Santos, informou à redação do jornal que assim que o prefeito Aluísio Veloso/PT sancionar o projeto, o próximo passo será a abertura do processo licitatório e, em aproximadamente 30 dias, as obras começarão. A construção da barragem deve levar de quatro a seis meses.
Outro projeto da autarquia
Outro projeto aprovado na segunda-feira foi o 527/2012, que autoriza o Saae a abrir orçamento vigente de R$5 mil. O projeto visa auxiliar a família do servidor efetivo falecido na atividade ou aposentado, no valor equivalente a um salário mínimo e aos que vierem a comemorar aniversário da autarquia, prestar homenagens na aposentadoria e condolências no falecimento dos servidores.

Comentários
COMPATILHAR: