O “Estação de Memórias” é uma realização da Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC), com patrocínio da empresa Valor da Logística Integrada (VLI), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com o apoio da Prefeitura de Formiga, por meio da Secretaria de Cultura.

O projeto, que tem duração de 11 meses, busca criar espaços que registrem e difundam a memória local de estações ferroviárias em Minas Gerais e em todo Brasil. Ele já passou por cidades como Divinópolis, Matozinhos (MG) e Três Rios (RJ) e agora chega a Formiga.

A proposta é realizar atividades de levantamento e registros de histórias das localidades e da ferrovia e, ainda, criar espaço de exposição de tais registros dentro dessas estações.

Em Formiga, o projeto entregará um memorial da história do trem, que será alocado em uma das salas da “Casa do Engenheiro”, atual sede da Secretaria Municipal de Cultura.

Serão realizadas rodas de histórias, entrevistas em áudio e em vídeo, levantamento de acervo fotográfico, documental e de objetos históricos para construção de um memorial focado na relação das pessoas com o trem na cidade.

No dia 25 de maio, às 16h, será realizada uma Roda de Histórias para que os colaboradores do Projeto possam conhecer melhor algumas memórias formiguenses com a ferrovia e compartilhar diferentes vivências que só o dia a dia nos trilhos é capaz de proporcionar.

Se você é um ferroviário aposentado, morador de Formiga, tem interesse nesse tema ou conheça pessoas que se interessam, venha participar desse encontro na Casa do Engenheiro, localizada na Alameda Francisco Goião, s/n e compartilhar suas histórias com o trem de ferro em Formiga.

Para mais informações sobre o projeto acesse aqui: 

Fonte: Decom

 

COMPATILHAR: