A Santa Casa de Capitólio informou à Prefeitura na segunda-feira (23) que a partir de 1º de novembro haverá uma redução nos serviços prestados à comunidade.

Isso inclui a transferência de pacientes, a devolução da ambulância municipal e a suspensão de exames laboratoriais eletivos.

A partir de 1º de novembro, o atendimento será feito por apenas um médico em casos de urgência/emergência.

A diretora executiva da Santa Casa, Gleida Cristina Gomes Araújo, explicou que a redução se deve à diminuição dos recursos repassados pela prefeitura, tornando insuficiente o valor para cobrir todos os serviços de saúde conveniados.

Houve um impasse entre a Santa Casa e a prefeitura quanto ao repasse de subvenção para despesas de outubro. Um aditivo ao convênio foi aprovado para cobrir os meses de outubro, novembro e dezembro, mas o prefeito optou por não repassar a quantia total, alegando crise financeira no município.

A crise financeira na Santa Casa impactará diretamente a população, pois serviços essenciais podem ser afetados devido à falta de recursos para pagar funcionários e adquirir insumos. A dívida da prefeitura com a Santa Casa é de R$ 810 mil.

O prefeito Geraldo Cristiano da Silva anunciou cortes de gastos, mas afirmou que os serviços essenciais não seriam afetados. Isso inclui redução de horas extras, viagens e maior rigor na supervisão dos funcionários.

Fonte: Jornal 104 FM

COMPATILHAR: