Retomado nesta segunda-feira (14), o sistema do Banco Central (BC) que permite a consulta a valores esquecidos em bancos e outras instituições financeiras funciona agora em novo endereço. Chamada de Sistema de Valores a Receber (SVR), a ferramenta passará a funcionar no site valoresareceber.bcb.gov.br, em ambiente desvinculado do Sistema Registrato, que hospedou o serviço nos primeiros dias de funcionamento.

Ao ser relançada, a ferramenta incluiu um novo sistema de consulta que consiste em duas etapas. Na primeira delas, o cidadão fará uma consulta em modo público, bastando digitar o número do CPF ou do CNPJ. Essa etapa dispensa o login do Portal Gov.br e pode ser feita a qualquer momento. Mas, caso haja valores a serem sacados, o SVR informa a data para o usuário entrar novamente no sistema, em um novo cronograma que se inicia em 7 de março. Nessa segunda etapa, será necessário digitar o login da conta Gov.br para verificar a quantia a receber e pedir a transferência do dinheiro.

O Banco Central justifica que a adoção das novas medidas visa maior segurança e estabilidade nas operações – evitando que novos congestionamentos derrubem a plataforma –, mas as exigências provocaram queixas e reações de frustração nas redes sociais. “Entrei no site novo e adivinhem… só pra março. Já era esperado que não seria fácil, mas aí vem outra informação; é preciso ter uma conta Gov.br, nível prata ou ouro. Incrível que, quando se fala em dar ou devolver dinheiro para a população, tudo é dificultoso”, queixou-se o usuário de perfil Roger Bruna Zimmermann, em uma postagem oficial do Banco Central no Facebook a respeito do novo site. “Poderia mostrar logo o valor”, comentou Ronilson Costa Monteiro, na mesma postagem.

É que, no acesso via Gov.br, há três níveis de login – ouro, prata e bronze –, que, segundo o governo, aumentam a segurança das operações e variam conforme a complexidade do serviço pedido. Para resgatar o dinheiro esquecido nas instituições financeiras, será exigido nível prata ou ouro. Uma forma de obter o nível prata é pela comparação da foto tirada no aplicativo com as imagens da base da Carteira Nacional de Habilitação.

O que é o gov.br

O Portal Gov.br fornece acesso a serviços públicos digitais. O cadastro para ter a conta é gratuito e pode ser feito pelo endereço www.gov.br ou pelo aplicativo Gov.br, disponível para usuários de dispositivos móveis dos sistemas Android e iOS.

Segundo o Banco Central, a primeira etapa da consulta prevê a devolução de R$ 3,9 bilhões para 28 milhões de pessoas físicas ou de empresas com valores não sacados. A segunda etapa do serviço, prevista para começar em maio, permitirá a consulta para a devolução de mais R$ 4,1 bilhões.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: