Subiu para 107 o número de municípios em situação de emergência em Minas devido as fortes chuvas que tem atingido a região nos últimos dias. Segundo dados da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG), já foram registradas treze mortes devido aos temporais e uma criança, de 12 anos, segue desaparecida. Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira (27).

Conforme a atualização, os municípios que decretaram situação emergência nas últimas horas foram Comercinho, no Vale do Jequitinhonha, Umburatiba, no Vale do Mucuri, e Mendes Pimentel, no Vale do Rio Doce.

Segundo o levantamento, somente nas últimas 24 horas, 64 pessoas tiveram que deixar suas casas após o acumulado de chuvas. Desde o início do período chuvoso, em setembro, 1.507 pessoas ficaram desabrigadas no Estado. Outras 7.407 estão desalojadas.

Os óbitos mais recentes foram registrados em Antônio Dias, no Vale do Rio Doce, após uma encosta desabar e atingir quatro casas na zona rural de Antônio Dias, no Vale do Rio Doce, na madrugada de domingo (25). As vítimas são três mulheres, de 18, 50 e 54 anos. Um garoto de 12 anos segue desaparecido.

Os outros dois óbitos ocorreram em Grão Mogol, no Norte de Minas, também na virada de sábado (24) para domingo (25). Segundo a Defesa Civil, as vítimas estavam em um carro que foi arrastado pelas águas do córrego Vasco, que tomou a estrada após o alto volume de chuvas, na zona rural.

Ao todo, o estado já registrou treze mortes desde o início do período chuvoso, nos municípios de Bertópolis, Bom Jesus do Galho, Governador Valadares, Inhapim, Piraúba, Presidente Bernardes, Santa Luzia, Vespasiano, Grão Mogol (2) e Antonio Dias (3).

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: