Um homem foi preso no início da tarde desse domingo (13), após agredir e matar a esposa no bairro Santa Helena, em Lagoa da Prata.

O Samu foi acionado por volta das 8h para atender a mulher, de 44 anos, que estava com rebaixamento de nível de consciência, ferimentos no tórax, cabeças, braços, pescoço e rosto proveniente de arma branca.

Ela foi medicada e encaminhada para a Unidade de Pronto atendimento do município, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

De acordo com o portal TV Bambuí, em entrevista ao repórter Luiz Francisco, o indivíduo disse que a mulher já saía pela terceira vez para forrós. “Ela sumiu, procurei a noite e não achei. De manhã encontrei ela na casa da mãe dela. Quando ela me viu começou a me dar pauladas, jogou sapatos e me chamou de corno e chifrudo”.

Há 20 anos, o autor já havia cumprido pena pelo mesmo crime. “Matei a minha primeira esposa quando peguei ela e um homem na cama. Perdi a paciência! Agora outra vez, essa vem e me chama de chifrudo falando que passou a noite inteirinha com outro homem. Sou um homem trabalhador, honesto, e agora vou ter que cumprir pena por causa disso. Eu não queria que isso tivesse acontecido. Arrependo! Agora vou seguir em frente, cumprir o que a Justiça determinar pra mim. Não bebi antes, não. Bebi depois e estava indo na polícia me entregar, mas me acharam antes; não adianta fugir”.

O homem ainda deu um ‘recado’ para mulheres que agem igual a vítima. “As mulheres que gostam de ir pra forró, que traem os maridos, prestem atenção no que pode acontecer. Olha no que deu!”.

Fonte: TV Bambuí

Comentários
COMPATILHAR: