A aluna do 6º período de direito, Luciana Fraga, estreou na literatura com o livro “À Flor da Pele”, pela Selo Editorial Starlig, de Belo Horizonte. Ela sempre teve muita afinidade com a leitura e com a escrita. Na adolescência, conheceu as obras de Fernando Pessoa e Pablo Neruda.

A partir de então, a poesia esteve presente em seus momentos de lazer, seja por meio da leitura ou arriscando os próprios versos. Quando era criança e perguntavam sobre o futuro, respondia convicta que queria ser escritora. “Então eu posso dizer que é, realmente, um objetivo que eu tinha desde a infância”, comentou.

Conforme foi crescendo, a escrita tornou-se sua ferramenta de trabalho. Luciana atua como redatora do Jornal Tribuna e participa do Coletivo Poesia de Rua. Havia deixado os poemas um pouco de lado e, no ano passado, decidiu se dedicar mais a essa arte novamente.

“Passei a participar de lives, exposições e coletivos, além de tirar diversos textos que estavam, literalmente, na gaveta, e prepará-los para publicá-los em livro. Quando eu conheci essa editora, vi que eles tratavam a produção de uma obra como um processo artístico. Então eu percebi que era a oportunidade certa”.

 Prefácio

De acordo com a vereadora Joice Alvarenga, é um livro dividido em cinco partes que buscam despertar o leitor para reflexões, aliando um universo de sensações à tentativa de racionalizar e enxergar com maior clareza certos aspectos de nosso íntimo.

“A proposta é a importância da arte para o exercício do autoconhecimento”.

A obra “À Flor da Pele” tem 64 páginas e pode ser adquirida no link: https://contate.me/reservarseuexemplar.

Fonte: Unifor-MG

Comentários
COMPATILHAR: