Motoristas e pedestres ainda insistem em não respeitar as leis de trânsito. Em Formiga é comum a prática de estacionar veículos em vagas para idosos, deficientes físicos, faixas de pedestre e outros.
Na manhã desta quarta-feira (10), um VW Saveiro foi flagrado estacionado em frente à garagem de uma residência, na rua Lassance Cunha.
A moradora do local, que é idosa, estava com consulta marcada e impossibilitada de sair com o veículo da garagem. A filha da idosa ficou indignada e ameaçou ligar para o guincho. Ela ainda teve que solicitar informações aos vizinhos para descobrir a identidade do motorista.
Não é só esse tipo de comportamento que mostra o desrespeito do motorista formiguense à sinalização e leis de trânsito. Basta uma volta pela cidade para observar os condutores conversando no celular enquanto dirigem, falta de respeito com os pedestres e o excesso de velocidade em locais que exigem atenção.
O pedestre não é respeitado nem em locais onde a preferência é dele, como exemplo na avenida Tabelião Juca Almeida, na altura da passarela Zé da Areia, onde há uma faixa de pedestre, sinalização (PARE) escrita em letras garrafais e ainda um quebra-molas para que os motoristas reduzam a velocidade. A redação recebe constantemente, denúncias de pessoas que, por pouco, não foram atropeladas na via. ?A via é bem sinalizada e deixa claro que a preferência é nossa (pedestre), mas os motoristas não respeitam e além de trafegarem em alta velocidade, xingam os pedestres que tentam atravessar?, disse uma pedestre que passa pelo local todos os dias.
Em contrapartida, os motoristas que trafegam pelo Centro, em especial pela avenida Rio Branco e rua Henrique Braga, que tem um grande fluxo reclamam da falta de respeito dos pedestres com os semáforos. ?As vias têm semáforos tanto para automóveis quanto para o pedestre, mas nessas ruas os pedestres não respeitam a sinalização e atravessam por entre os carros, correndo o risco de serem atropelados. Caso aconteça algum atropelamento nessas vias, a culpa será do motorista, é sempre assim?, comentou um motociclista que faz entregas na região central.

Comentários
COMPATILHAR: