O vereador da Câmara Municipal de Elói Mendes (MG), Lucas Lopes Pereira (PV), foi preso pela Polícia Civil na madrugada dessa terça-feira (23). A prisão é o cumprimento de um mandado preventivo pelos crimes de ameaça e divulgação de cenas de sexo com uma mulher com quem teve uma relação extraconjugal.

Ainda conforme a Polícia Civil, a vítima é uma mulher, de 28 anos, que solicitou medidas protetivas à polícia no final de março deste ano, já que o vereador suspeito a ameaçava constantemente. Ele teria em posse duas armas de fogo e, por isso, foi feita requisição de medidas protetivas de urgência.

A polícia também teve conhecimento sobre a divulgação de cenas de sexo e pornografia por parte do investigado envolvendo a vítima. Dessa forma, a equipe da Delegacia de Polícia Civil em Elói Mendes representou pelo mandado de prisão do suspeito.

Durante a ação, foram apreendidas uma munição de cartucho de 70mm e uma calibre 20 deflagrada.

O vereador, de 40 anos, foi encaminhado ao sistema prisional em Varginha. Segundo a Polícia Civil, as investigações prosseguem.

Processo de cassação

No mês passado, um processo de cassação contra o vereador chegou a ser aberto na Câmara de Vereadores. O documento foi arquivado.

O processo foi aberto após a vereadora Joana Dar ‘c de Jesus da Silva (PV) receber a denúncia de que o vereador teria publicado material íntimo de uma mulher com quem teve relações extraconjugais sem o consentimento dela.

O vereador ainda teria encaminhado os vídeos para o marido da mulher, cunhado e sogra. Foi aberto processo de cassação do cargo do vereador, porém na votação 6 vereadores se abstiveram e 4 votaram a favor do processo. O documento não atingiu o percentual necessário e foi arquivado.

O que diz a defesa e o partido

Em nota enviada à EPTV, afiliada TV Globo, a Câmara Municipal de Elói Mendes informou que adotou todas as medidas administrativas cabíveis.

O advogado Adalberto Teodoro Martins, que defende o vereador, disse que o vereador “em momento algum descumpriu alguma medida”.

“Na época da divulgação das imagens, a vítima teve concedido em seu benefício uma medida protetiva e agora a alegação é que a medida preventiva teria sido descumprida. Em conversa com o vereador, ele me disse que em momento algum descumpriu alguma medida, que vinha cumprindo o que foi determinado e a gente desconhece o teor do processo que gerou a prisão dele”, falou.

Em nota, a Executiva Estadual do Partido Verde, de Minas Gerais, informou que o parlamentar será suspenso até que os fatos sejam totalmente esclarecidos. Veja abaixo na íntegra:

Partido Verde de Minas Gerais

Nota de Esclarecimento

23/05/2023

Nota de Esclarecimento

A Comissão Executiva do Diretório Estadual do Partido Verde (PV) de Minas Gerais vem, por meio desta, comunicar que, em relação às investigações em curso e prisão do vereador Lucas Lopes Pereira, na madrugada desta terça-feira, 23, no município de Elói Mendes, a primeira medida que está sendo tomada pelo setor jurídico é a suspensão imediata do parlamentar até que os fatos sejam totalmente esclarecidos.

Entendemos a importância da transparência e da responsabilidade no exercício da atividade política e estamos comprometidos com a lisura e a ética em todas as condutas daqueles(as) que representam o Partido Verde. Se confirmadas as denúncias oriundas da investigação policial, será aberto o processo disciplinar de expulsão do vereador.

O Partido Verde tem, na raiz de sua existência, valores que conduzem sua linha e formação política, tais como a justiça social, o pacifismo, a liberdade, a cidadania feminina, entre outros. O partido possui, acima de tudo, seu compromisso com o respeito aos cidadãos e cidadãs, com a defesa dos valores democráticos e com a construção de um país melhor e mais justo.

É de total interesse do Partido Verde de Minas Gerais que o assunto seja devidamente elucidado pelo poder Judiciário e reiteramos que qualquer desvio de conduta, caso comprovado, será tratado com rigor e dentro dos preceitos legais, conforme rege nosso estatuto e programa.

Belo Horizonte, 23 de maio de 2023

Executiva Estadual do Partido Verde de Minas Gerais.

 

Fonte: G1 Sul de Minas

COMPATILHAR: