Entre os dias 7 e 10 de novembro foi realizado o 4º Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) de 2022, que apresentou que o município está em médio risco de epidemia de dengue, com índice de infestação predial de 3,0.

No levantamento realizado em junho deste ano o resultado foi 1,3. As estatísticas apontam que, com resultado entre 0 a 0,9 o município enquadra-se em situação de baixo risco, de 1,0 a 3,9 é médio risco e acima de 4,0 é considerado alto risco.

De acordo com a Prefeitura, durante o levantamento, foi observado que, para cada 100 imóveis existentes no município, 3,0 têm foco do mosquito.

Além do índice de infestação predial, o LIRAa mostra o índice de Breteau (um valor numérico que define a quantidade de Aedes aegypti em fase larvária encontrada dentro das residências e serve como referência para medir o nível de infestação do mosquito), o resultado foi de 3,3, o que indica que, para cada 100 imóveis pesquisados durante o levantamento, 3,3 deles possuem recipientes com larvas positivas.

O trabalho foi realizado em 1.719 imóveis entre residências, terrenos baldios, comércios e outros. A maioria dos focos foi encontrada nas residências, 81,4% do total. A porcentagem de recipientes com larvas positivas para Aedes aegypti dentro das casas é alto, isso mostra a preferência do mosquito para desovar em ambiente residencial.

Predominaram os focos, em primeiro lugar, no lixo doméstico (recipientes plásticos, latas, garrafas, sucatas e outros), seguido por depósitos móveis (pratos de plantas, bebedouros, baldes), em terceiro, os depósitos ao nível do solo (tanques, tambores e outros) e, por último, nos depósitos fixos, como calhas, ralinhos e pneus.

Ações

O Setor de Endemias continuará com a intensificação das suas ações de campo e educativas. Com o resultado desse LIRAa, os agentes irão realizar um trabalho diferenciado nos bairros onde o índice foi mais alto. Além do tratamento focal, os agentes irão reforçar o trabalho educativo nessas localidades.

Formiga tem um índice alto do vetor, comprovado por meio de levantamentos de índices que realizamos no município que sempre apontam valores altos da presença do vetor, e a maioria dos focos está dentro das residências, o que fica ainda mais fácil eliminar os criadouros.

Bairros nos quais foram encontradas larvas positivas para Aedes aegypti, de acordo com o 4º LIRAa de 2022

  • Belvedere 7
  • Planalto 4
  • Santo Antônio 4
  • São Luiz 3
  • Sagrado Coração de Jesus 3
  • Centro 3
  • Nossa Senhora Aparecida 2
  • Vila Maria Cristina 2
  • Vila Padre Remaclo 2
  • Souza e Silva 2
  • Ouro Verde 2
  • Nossa Senhora das Mercês 2
  • Nirmatele 2
  • São Sebastião 2
  • Quartéis 2
  • Areias Brancas 2
  • José Balbino 2
  • Andorinhas 1
  • Jardim das Oliveiras 1
  • Eldorado 1
  • Jardim Alvorada 1
  • Alvorada 1
  • Mangabeiras 1
  • Maringá 1
  • São Lourenço 1
  • Vila Imperial 1
  • Centenário 1
  • Novo Horizonte 1
  • Leal 1.

Fonte: Decom

 

Comentários
COMPATILHAR: