Uma advogada foi presa suspeita de tentar entrar com drogas na Penitenciária Público Privada (PPP), em Ribeirão das Neves, na Grande BH, nessa quinta-feira (28).

De acordo com o boletim de ocorrência (BO) por meio do sistema de monitoramento, percebeu-se uma movimentação suspeita, foi feito contato com o diretor com e o gerente operacional do presídio, que foram até o espaço onde a suspeita estava.

Ao chegarem, ela se prontificou a entregar uma parafusadeira elétrica e, no momento em que foi levada até o aparelho de scanner corporal, duas embalagens com maconha caíram da roupa dela.

A advogada não autorizou uma revista minuciosa e foi detida mas, posteriormente, deixou que o procedimento fosse feito, ocasião em que outras 56 embalagens foram encontradas.

Ainda segundo o BO, a Assessoria de Informação de Inteligência da PPP encontrou grande quantidade de maconha com o namorado da suspeita, que a esperava dentro de um Palio no estacionamento do presídio. Ele também foi preso.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou que a advogada “deu entrada no Presídio de Vespasiano nesta sexta-feira ( 29.7)”.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: