O Cruzeiro viu o risco de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2024 dobrar ao fim da 32ª rodada do Brasileirão.

O cálculo é do Probabilidades no Futebol, site do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O risco de rebaixamento era de 12,3% no início da 32ª rodada. Nessa segunda-feira (6), com o encerramento da rodada, a porcentagem deu um salto para 24%. O resultado em campo ajuda a traduzir os números.

O Cruzeiro foi derrotado por 2 a 1 para o Internacional nesse domingo (5), no Mineirão, em Belo Horizonte. O time celeste caiu da 16ª para a 17ª posição, com 37 pontos, e agora abre a zona de rebaixamento para a Segunda Divisão.

Apesar disso, há cinco clubes com risco maior que o Cruzeiro: América, com 99,999%; Coritiba, 99,9977%, Goiás, 69,1%; Vasco, 36,1%; e Bahia, 31,4%.

Atualmente, completam o Z4, além do Cruzeiro: América, com 21 pontos; Coritiba, com 23, e Goiás, com 35.

O time celeste tem um jogo a menos no Brasileirão que os demais adversários na luta contra o rebaixamento, o que proporciona a chance menor que Vasco e Bahia, por exemplo, além de confrontos diretos.

 

Fonte: Itatiaia

 

COMPATILHAR: