A descontinuidade de “Malhação” é um assunto que, mesmo nos interiores da Globo, ainda não foi inteiramente assimilado.

Por parte de alguns, há o entendimento que uma importante porta será fechada, trancando o acesso que por anos existiu para autores e atores na sua dramaturgia.

É meio que impossível discutir os motivos que determinaram essa decisão, mas diante de um fato consumado, resta saber como isso será tratado lá na frente.

Talvez, com o tempo, em vez de duas reprises ou sessão dupla do “Vale a Pena Ver de Novo”, se pense em algo novo de qualquer dos seus setores de produção. 

Mas também, como outra questão, o que virá existir para permitir o ingresso de tantos valores em busca de uma oportunidade, como no passado aconteceu com Cauã Reymond, Thiago Lacerda, Débora Falabella, André Marques, Priscila Fantin, Thaís Fersoza, Marjorie Estiano e tantos outros?

É um assunto que a direção da Globo deve pensar.  

TV Tudo

Não é por nada

A televisão aberta, nos últimos tempos, por razões até alheias à sua vontade, meio que foi obrigada a colocar de lado a programação infantil.

Apenas TV Cultura e SBT continuam resistindo.

Novo golpe

O fim de “Malhação” também é um passo atrás na atenção que as emissoras precisam dispensar ao seu público do futuro.

É preciso ter atrações que despertem a atenção desta faixa de público, hoje muito mais ligada nos joguinhos dos tablets e celulares.

Calma nessa hora

Já existem especulações sobre qual será a novela que vai substituir a reapresentação especial de “O Cravo e a Rosa” nas tardes da Globo.

Ninguém sabe nada até agora. Nem mesmo se a faixa vai continuar.

Outra questão

Nas novelas do passado, não chegava a ser preconceito, mas havia uma barreira silenciosa por parte de alguns, que torciam o nariz com os atores que trabalharam nos filmes de pornochanchadas.

Até Vera Fischer sofreu um pouco com isso.

Parou com isso

Silvio de Abreu, que aliás fez várias pornochanchadas como diretor e ator, é que acabou com isso de certa forma.

Helena Ramos e Aldine Muller, entre outras, chegaram à televisão e às novelas, pelas mãos dele.

Exemplo da vez

Viviane Araújo, figura ligada ao samba e dos programas de humor, também passou um pouco por isso.

Pelas mãos do Aguinaldo Silva, depois de estrear na série “Brava Gente”, em “Bela, a Feia”, da Record, e “Império”, Globo, começou a ser chamada com mais frequência.

Desde já

Todas as grandes redes já iniciaram negociações com os principais partidos, visando a realização de debates nas eleições do ano que vem.

Parece que a ordem de sempre não deve mudar: Band faz o primeiro a Globo o último, nos dois turnos.

Interiores

Na Band, sobre também o desejo da Jovem Pan querer tirar seu lugar e realizar os primeiros debates, algumas pessoas lembraram a frase histórica do Romário:

“Chegou agora e já quer sentar na janelinha do avião”.

É por aí

Na Globo trabalha-se para definir, o mais rápido possível, a data de estreia de “Pantanal”, na faixa das 21h. Que será em março, ninguém mais tem dúvida.

Resta definir a dia: 14 ou 21.

Tudo indica

Ainda sobre a dramaturgia da Grupo Globo, tudo leva a crer que a ordem de sempre será restabelecida neste próximo ano, com todos os núcleos colocando trabalhos inéditos no ar.

Por aí se inclui o Globoplay. Depois de “Verdades Secretas 2”, virá “Paraíso Perdido”, de George Moura e Sérgio Goldenberg, baseado em obras de Nelson Rodrigues.

Bate – Rebate

·       Produção do “Faustão na Band” está bem adiantada em seus trabalhos…

·       … Desde o começo foi dada e obedecida a ordem de não se trabalhar somente com a estreia…

·       … Mas também pensar no “programa do dia seguinte”.

·       Bruna Marquezine continua na dela: muito trabalho…

·       … Mas nenhum, por enquanto, voltado para a televisão, embora não faltem convites.

·       Neste próximo ano, o “Que História é Essa, Porchat?” voltará a contar com a presença da plateia em suas gravações…

·       … Serão mais 40 programas na nova temporada.

·       Além de Ludmilla, André Ramiro é outra novidade da segunda temporada da série policial “Arcanjo Renegado”, do Globoplay…

·       … Foi chamado para viver o jornalista Saulo. Gravações em andamento.

C´est fini

Record vai virar o ano trabalhando. “Reis”, em gravação, e a série “Todas as Garotas em Mim”, prestes a iniciar seus trabalhos, estão exigindo a atenção de todos.

A pausa nas atividades se dará em apenas alguns setores do entretenimento.

Então é isso. Feliz Natal a todos. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Comentários
COMPATILHAR: