Com um time alternativo, formado por muitos jovens da base, o Cruzeiro não deixou escapar a liderança do Campeonato Mineiro, vencendo a Tombense por 3 a 0, no Almeidão, em Tombos, chegando aos 15 pontos.

Além de garantir a quinta vitória em seis jogos, a partida teve um gosto especial para o técnico uruguaio Paulo Pezollano. No início de seu trabalho no Cruzeiro, ele garantiu uma sequência de três vitórias que não acontecia desde abril de 2021.Publicidade

Na época, o comandante ainda era Felipe Conceição, que conquistou uma sequência de quatro vitórias, três delas pelo Campeonato Mineiro (uma sobre o Galo) e outra pela Copa do Brasil, diante do América-RN.

A sequência não foi repetida pelos sucessores de Conceição – Mozart Santos e Vanderlei Luxemburgo. O clube teve uma campanha apenas mediana no Campeonato Brasileiro, terminando em 14º lugar.

Já a Tombense vive um momento difícil nesse início de temporada. Após ser vice-campeã da série C do Brasileirão e subir de divisão, o time do interior mineiro tem decepcionado. São apenas sete pontos em seis jogos.

A Tombense volta a campo na quarta-feira (16), contra o Democrata de Governador Valadares, no estádio Mamudão. O Cruzeiro jogará no dia seguinte, diante do Uberlândia, no Independência.

O JOGO
O que mais chamou a atenção na primeira etapa foi a quantidade de bolas chutadas de fora da área. Os jogadores de linha pareciam não confiar muito na eficiência dos goleiros adversários, com tiro de longa distância atrás do outro.

No caso da Tombense, a ideia era justificável: afinal, era a primeira participação do jovem Denivys no gol. O titular Rafael Cabral foi poupado, permanecendo em Belo Horizonte com outros jogadores que mais atuaram nas primeiras cinco rodadas.

Denivys foi um dos destaques do Cruzeiro na Copa São Paulo de Futebol Júnior, quando o time mineiro caiu nas quartas-de-final, e participa de seu primeiro ano entre os profissionais. Mas o goleiro não comprometeu, tendo grande atuação contra a Tombense.

O mesmo não se pode dizer de Rafael Santos. Goleiro experiente, com 32 anos, ele passou por diversos clubes de São Paulo – foi revelado no Corinthians. No ano passado, era o camisa 1 do Confiança, de Sergipe.

O gol que abriu o placar, aos 18 minutos, foi fruto de uma “bomba” do jovem Daniel Júnior, mas teve a colaboração de Rafael Santos, que estava adiantado e ainda triscou na bola antes de ela morrer nas redes.

No segundo gol do Cruzeiro, ele voltou a falhar: o goleiro saiu mal com a bola, propiciando o rápido contra-ataque da Raposa. Thiago recebeu o passe e poderia ter chutado, mas preferiu passar para Geovanni, que acertou o canto direto de Rafael Santos.

O principal nome da Tombense foi Daniel Amorim, que teve uma chance clara de empatar aos 40 minutos do primeiro tempo. O atacante recebeu cruzamento na área e tocou de cabeça para o gol, parando nas mãos de Denivys.

No segundo tempo, o goleiro capixaba do Cruzeiro também se destacou, evitando o gol do time da casa após uma saída de bola errada da defesa. Jean Lucas entrou na área e chutou forte, com Denivys fazendo ótima defesa.

O Cruzeiro diminuiu de intensidade, principalmente após as substituições, e a Tombense passou a ter maior volume, mas não conseguiu transformar as chances em gol.

Nos acréscimos, aos 47 minutos, os meninos do Cruzeiro fecharam o placar, marcando o terceiro gol da partida. Dois jogadores que entraram no segundo tempo, Canesin e Vitor Roque, participaram da jogada que culminou no chute de Thiago.

A garotada mostrou o seu valor, ganhando de uma equipe que estará competindo com o Cruzeiro pelo título da série B do Brasileiro, e animou os torcedores em relação à reconstrução do clube e à volta para a elite do futebol.

FICHA DO JOGO

Tombense
Raul Santos; David, Moisés, Jordan e Manoel; Rodrigo, Marquinhos (Alison), Jean Lucas (Vinícius Mingotti) e Everton Galdino (Lucas Santos); Keké (Kleiton) e Daniel Amorim

Técnico: Rafael Guanaes

Cruzeiro
Denivys; Geovane, Mateus Silva, Paulo e Rafael Santos (Weverton); Ageu (Canesin), Lucas Ventura (Marco Antonio), Daniel Junior (Miticov) e Giovanni (Vitor Roque); Thiago e Bruno José.

Técnico: Martin Varini

MOTIVO: Sexta rodada do Campeonato Mineiro
DATA: 12 de fevereiro de 2022 (sábado)
LOCAL: Almeidão
CIDADE: Tombos
ARBITRAGEM: Marco Aurélio Fazekas Ferreira, auxiliado por Leonardo Henrique Pereira e Fernanda Nandrea Gomes Antunes
CARTÕES AMARELOS: Lucas Sanches (Cruzeiro), Bruno José (Cruzeiro)
GOLS: Daniel Júnior, aos 18 minutos do primeiro tempo, e e Giovanni, aos 2, e Thiago, aos 46 minutos do segundo tempo

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: