Divinópolis, a maior cidade do Centro-Oeste de Minas Gerais, liderou o número de contratações durante o mês de novembro, se comparado com as principais cidades da região.

No período, o município teve um saldo na criação de empregos de 95 – um aumento de cerca de 171% em relação a outubro, quando o saldo obtido foi de 35.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e foram divulgados na quinta-feira (20).

Para realizar o levantamento, o Caged considera o número de contratações e o de demissões no período analisado. Caso o número de contratações seja maior do que o de demissões, o saldo é positivo. Caso o número de demissões ultrapasse o de admissões, o saldo é negativo.

Nova Serrana, que teve o melhor saldo da região por dois meses consecutivos, registrou o maior saldo negativo da região em novembro, com – 321 (uma redução de cerca de 204% em relação ao mês de outubro, quando o município teve um saldo positivo de 306).

A maior evolução no período foi registrada em Lagoa da Prata, que tinha um saldo negativo de – 80 em outubro e registrou saldo de 22 em novembro. Piumhi, por sua vez, passou de um saldo negativo de – 25 em outubro para um saldo positivo de 14 em novembro.

Arcos, Bom Despacho, Formiga, Itaúna, Oliveira e Pará de Minas fecharam o mês com saldo negativo.

Brasil

O Ministério do Trabalho informou que o Brasil teve um saldo positivo de 58.664 empregos com carteira assinada em novembro.

Segundo o Governo Federal, esse foi o melhor resultado para o mês desde 2010. Ao todo, no mês passado, houve 1.189.414 contratações e 1.130.750 demissões.

 

Fonte: G1||

Comentários