Minas Gerais tem 1,7 milhão de veículos que ainda devem impostos e taxas que impedem o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) de emitir o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) de 2011. A quantidade de inadimplentes chega a 25,5%.
A partir de quinta-feira, 832 mil veículos emplacados no Estado poderão ser apreendidos pela polícia se o proprietário for parado em uma blitz ou se envolver em algum acidente. O CRLV começa a ser cobrado em 1º de setembro dos carros de placas de finais 4, 5 e 6. Em 1º de agosto venceu o prazo para regularização da frota de algarismos terminados em 1, 2 e 3.
Além de pagar multa no valor de R$ 191,54 e ter sete pontos anotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o proprietário terá o veículo apreendido. Além disso, vai arcar com as despesas do guincho e diária no pátio de apreensão (R$ 160).
Para receber o documento, é preciso pagar o Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotores (IPVA), a Taxa de Licenciamento, o Seguro Obrigatório (Dpvat) e todas as multas aplicadas pelos órgãos de trânsito de todo o país. Levantamento feito pelo Detran mostra que 1,293 milhão de veículos ainda estão circulando sem o CRLV porque o dono deve a Taxa de Licenciamento (19,20%).
Ainda não pagaram o Seguro Obrigatório 1,292 milhão (19%), e o IPVA 1,205 milhão (17,90%). As multas sem pagamento totalizam 584.814, ou seja, 8,70% do total. O balanço do Detran inclui os veículos com placas de finais de 7, 8, 9 e 0, cujo CRLV só será cobrado a partir de 1º de outubro. Segundo o Detran, a frota em Minas obrigada a se licenciar é de 6,7 milhões de unidades. Neste ano, 38.877 de veículos de finais de 1, 2 e 3 foram apreendidos pela falta do documento.
Em Belo Horizonte, dos 1,3 milhão de veículos emplacados, 299.312 ainda estão sem o certificado de licenciamento deste ano, o que representa 23,3% do total. Considerando os de placas de finais de 1 a 6, que terão que apresentar o documento a partir de quinta-feira, estão com risco de apreensão 143.904.
O CRVL em BH ainda não foi emitido por causa do não pagamento da Taxa de Licenciamento para 202.491 veículos (15,70%). Em segundo lugar aparece o Seguro Obrigatório, ainda sem quitação para 187.885 (14,60%) e, em seguida, aparece o IPVA com 183.902 devedores (14,20%). As multas representam 8,60%, totalizando 111.105. O diretor-geral do Detran, Oliveira Santiago, lembra que o licenciamento é enviado para a casa do proprietário de sete a dez dias após o pagamento de todas as pendências.

COMPATILHAR: