O programa “Jornal 93” dedicou nessa terça feira (10), boa parte de seu tempo para analisar o teor de documentos trocados entre a Câmara de Vereadores e o Executivo Municipal e mencionados na reunião ordinária de segunda-feira (9), sobre um requerimento feito pelo vereador José Geraldo da Cunha (Cabo Cunha), solicitando informações sobre o recebimento pelo município, nos últimos seis anos, de emendas parlamentares encaminhadas por deputados estaduais, federais ou senadores.

O documento em questão foi assinado e encaminhado pela Mesa Diretora à Administração Municipal, sob o nº. 110/2022/SCMF, em 20/04/2022, tendo como destinatário o chefe do Executivo.

Em 06 de maio de 2022, o chefe de Gabinete, Marden de Oliveira Lima, endereçou ao vereador Marcelo Fernandes, presidente do Poder Legislativo, o ofício 382/2022, em resposta ao ofício 110/2022/SCMF, pedindo que fosse encaminhado ao vereador Cabo Cunha cópia da Comunicação Interna nº 75/2022, oriunda da Secretaria Municipal de Cultura, na qual o secretário Municipal daquela pasta, Sr. Alex Sandro Alvarenga Arouca, informa em 31/03/2022, que houve apenas o recebimento de uma emenda de autoria do deputado Márcio Santiago, no valor de R$ 23.666.66.

Outros assuntos também foram tratados durante a reunião da Câmara e, como de costume, objeto de divulgação, análises, comentários e severas críticas por parte dos radialistas, especialmente, quando se tratou da denúncia sobre a possível devolução de recursos, em razão da não aquisição de um ônibus destinado ao atendimento do transporte escolar. Sobre isto, a administração municipal também demonstrou sua indignação pela forma com que foi repercutido o assunto e, em resposta encaminhada aos órgãos de imprensa, na tarde dessa terça-feira (10), repudiou o que entendeu ser mais um premeditado ato de “desinformação”.

Nota da Prefeitura:

A Administração Municipal, diante das diversas desinformações realizadas hoje, dia 10 de maio, durante a exibição do programa “Jornal 93”, e pautada pelo princípio do jornalismo que é informação, apuração e ouvir todos os lados envolvidos em uma notícia, informa:

A respeito da solicitação de informação adotada pelo vereador Cabo Cunha ao Executivo, sobre emendas parlamentares destinadas ao município de 2017 a 2022, todos os levantamentos estão sendo realizados desde que o pedido foi protocolado na Prefeitura, adiantando que o Executivo Municipal não tem somente como função responder questionamento da Câmara e sim uma série de trabalho em prol da população formiguense.

A primeira resposta foi encaminhada na sexta-feira, dia 06 de maio como consta no documento que os locutores leram no ar, porém ele trata somente da Secretaria Municipal de Cultura, totalizando cerca de R$ 23 mil, como constatada na Comunicação Interna nº 75/2022 que acompanhou o Ofício do Gabinete 385/2022, assinado pelo Chefe de Gabinete, Marden Lima, caluniosamente chamado de “mentiroso” pelo radialista Flaviano Costa.

A Administração Municipal repudia tal fala e esclarece que as outras pastas estão realizando os levantamentos dos últimos seis anos como solicitado pelo Edil e, tão logo seja possível será feito o encaminhamento ao Legislativo que é o autor da solicitação.

A Administração Municipal também esclarece que é falsa a informação repassada, também nesta terça-feira, no Jornal 93, de que o recurso destinado a aquisição de um ônibus escolar, enviado pela Secretaria de Estado de Educação, através de emenda parlamentar do Deputado Estadual Eros Biondini no valor de R$ 337.800,00, foi devolvido.

Este valor, juntamente com recursos enviados pelos Deputados Coronel Sandro, João Vitor Xavier. Fábio Avelar e Mauro Tramonte, totalizando R$ 2.564.010,01, foram creditados na conta do município no dia 02 de maio de 2022 e estão aplicados até a realização do processo licitatório para a aquisição de sete veículos para o transporte escolar.

No mais, a Administração Municipal pauta pela transparência e ética e está com a Diretoria de Comunicação a disposição caso os veículos de imprensa necessitem de informação para levar a notícia de forma verdadeira e imparcial a população.

O que diz Marden Lima a respeito das falas em que foi citado:

“ A nota da administração resume o que ela pensa; quanto a mim, devo apenas dizer que entendo ser injuriante e difamatória a colocação do adjetivo “mentiroso”, através do qual o radialista se valeu em sua análise, como sendo qualidade inerente à minha pessoa, repito”.

O que diz “O Jornal 93”:

O radialista Flaviano Costa, ouvido pela reportagem sobre o assunto e questionado se já tivera conhecimento da nota da Prefeitura, assim disse: “Já tomei conhecimento sim e lhes garanto que: amanhã voltarei ao assunto, inclusive ouvindo testemunhas, pois, tudo o que noticiamos ou comentamos foi baseado em um monte de documentos que estão em nosso poder. Acho que estamos cobertos de razão”.  

 

Comentários