Nesta segunda-feira (18), a Secretaria Municipal de Educação e Esportes divulgou o resultado das inscrições paras as vagas remanescentes. A pasta convoca os pais e/ou responsáveis para efetivarem a matrícula dos alunos da educação infantil (0 a 5 anos) e do ensino fundamental (1º ao 9º ano).

A efetivação deve ser feita de 18 a 24 de abril. Confira neste link o resultado das inscrições.

  • EDUCAÇÃO INFANTIL (0 a 5 anos): matrículas na Secretaria de Educação – Travessa Padre Leão João Dehon, 60 – Bairro Santa Tereza: 7h15 às 11h e 13h às 16h.
  • ENSINO FUNDAMENTAL (1º ao 9º ano): matrículas na escola encaminhada no resultado.

Devido à grande procura por vagas para os Centros de Educação Infantil, do berçário ao maternal II (0 a 3 anos e 11 meses), desde o retorno das atividades presenciais, a Secretaria de Educação e Esportes informa que as solicitações de vagas remanescentes que não forem encaminhadas para a efetivação da matrícula, aguardarão em fila de espera seguindo os mesmos critérios do Art. 12 da Portaria 08/2021.

A Secretaria de Educação informa também que seis novas turmas para creche já foram criadas em 2022, para atender a demanda de vagas.

É importante ressaltar que o não comparecimento de um dos pais/responsáveis, dentro do período de matrícula previsto na Portaria nº 08/2021, portando todos os documentos mencionados, acarretará a perda da garantia da vaga na instituição, devendo a criança se submeter ao processo de ocupação de vagas remanescentes.

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA EFETIVAÇÃO DA MATRÍCULA

I – Certidão de Nascimento da criança, original e cópia;

II – Documento de Identidade, original e cópia, se possuir;

II – CPF da criança, original e cópia, se possuir;

III – Comprovante de residência, original e cópia, no nome de um dos pais/responsáveis;

IV – Declaração de Transferência, com indicação do ano de escolaridade que a criança deverá ser matriculada em 2022, ficando o documento original na unidade de ensino;

V – Apresentação de documento de identidade e do CPF, originais e cópias, de um dos pais/responsáveis pela criança;

VI – Relatório emitido pela Assistência Social da Secretaria de Desenvolvimento Humano, para comprovação da situação de vulnerabilidade social vivida pela criança e sua família, original e cópia; (Somente para as famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social).

VII – Cartão do Programa Bolsa Família, original e cópia, se possuir.

VIII – Lembrando que caso a criança seja declarada público da Educação Especial, apresentando deficiência de natureza física, mental e intelectual ou sensorial, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Altas Habilidades/Superdotação, terá a sua matrícula compulsória, sendo necessária a apresentação de documento médico, original e cópia.

 

 

Fonte: Decom

Comentários
COMPATILHAR: