Parte das 120 mil camisas do Manto da Massa, vendidas pelo Atlético no primeiro lote, não serão entregues no prazo estabelecido inicialmente pelo clube. O Galo alegou que o atraso é da fornecedora têxtil. Há algumas semanas, torcedores reclamam do atraso nas entregas e lamentam não poder usar a camisa neste fim de ano.

O prazo inicial estabelecido pelo Atlético para a entrega de todas as camisas do primeiro lote era dia 31 de dezembro de 2022, mas, por conta desse atraso, o clube afirmou que cerca de 23 mil unidades não serão entregues até esta dada. Com isso, o Galo estabeleceu um novo prazo: 31 de janeiro de 2023.

Atleticana de Belo Horizonte, Jana Lucarelli ainda não recebeu as três camisas que comprou logo no primeiro dia de vendas. Em entrevista à equipe de O Tempo Sports, a torcedora lamentou o atraso nas entregas, considerando que queria dar o Manto da Massa de presente.

“Queria dar para o meu noivo quando fizéssemos um ano, em outubro, e já era. Pro meu filho no natal, porque ele acha que eu não comprei a camisa, mas também já era. Meu irmão comprou depois de mim, pro meu endereço. O dele chegou, o meu não. Me sinto mal, porque não foi barato, foi muito caro, um absurdo total”, disse a torcedora em entrevista à reportagem.

Leia a nota do Atlético:

1 – Do total de 120 mil camisas vendidas no primeiro lote, com previsão de entrega até 31 de dezembro deste ano, mais de 97 mil já chegaram aos torcedores;

2 – O atraso na entrega das pouco menos de 23 mil camisas restantes se deu em função do não cumprimento do acordo por parte do nosso fornecedor têxtil;

3 – O Galo está envidando esforços para solucionar a questão o mais rápido possível e espera que todos os mantos vendidos no primeiro lote sejam entregues até 31 de janeiro.

Fonte: O Tempo Sports

COMPATILHAR: