Um homem foi socorrido em estado grave após ter sido agredido com uma marreta de pedreiro, socos e chutes na noite de segunda-feira (3) em Andradas (MG). Segundo o Boletim de Ocorrência, ele teria dados socos em uma mulher e dois homens, um dos quais o marido dela, teriam tentado defendê-la.

De acordo com o registro de ocorrência, a mulher de 25 anos contou que teve um relacionamento de dois dias com o Cícero Moraes de Oliveira e que, desde então, ele a perseguia. Nesta segunda-feira, o homem pulou o muro da casa onde ela mora com o marido e deu um soco nela, momento em que foi defendida pelo esposo e um amigo do casal. Cícero estava armado com uma faca.

O esposo da jovem contou que, quando viu Cícero agredindo a esposa, partiu para defendê-la. Ele disse aos militares que deu socos e chutes até que o homem caiu no chão com ferimentos na face.

Ainda de acordo com o BO, o amigo do casal contou que pegou uma marreta de pedreiro e deu um golpe na cabeça de Cícero para evitar que ele esfaqueasse a mulher.

Cícero foi encontrado caído no chão da garagem sujo de sangue e inconsciente. O Samu foi acionado e o encaminhou para o pronto-socorro da cidade com ferimentos no crânio e na face. Ele foi transferido para a Santa Casa de Poços de Caldas com politraumatismo e aguarda vaga na UTI.

De acordo com o boletim, durante os procedimentos médicos no hospital foram encontradas na cueca de Cícero 57 pedras embrulhadas em um papel alumínio, aparentando ser crack. Elas estavam dentro de um tubo plástico. O material foi apreendido e encaminhado para a delegacia.

A perícia da Polícia Civil foi acionada. Na casa, foram apreendidas uma marreta e uma faca. Os dois homens e a mulher foram levados para a delegacia após atendimento médico.

A Polícia Civil informou que os dois homens, de 32 e 37 anos, foram ouvidos e as prisões em flagrante delito foram ratificadas, a princípio, pelo crime de lesão corporal de natureza grave e, em seguida, foram encaminhados ao sistema prisional.

Já o homem, de 55 anos, conforme a polícia, foi encaminhado para atendimento médico e permaneceu hospitalizado. O Inquérito Policial será remetido à Delegacia de Polícia Civil em Andradas para prosseguimento da investigação.

 

Fonte: G1

 

Comentários
COMPATILHAR: