Um idoso de 70 anos foi preso preventivamente suspeito de abusar sexualmente de, ao menos, quatro crianças em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em coletiva, na manhã desta terça-feira (27), a Polícia Civil informou que, segundo uma das vítimas, um dos abusos aconteceu enquanto eles brincavam de “estátua” e a menina precisava ficar sem se mexer enquanto o homem cometia o crime.

A investigação começou em agosto deste ano, quando os pais de um adolescente procuraram a polícia. Uma outra jovem também já tinha falado com a família que tinha sido vítima ainda quando era pequena.

“A relação era de muita proximidade do suspeito com essas vítimas. Ele era padrinho de algumas delas, tio de outras e as famílias eram muito amigas, frequentavam a casa um do outro. E, abusando dessa confiança, ele passou a abusar dessas crianças. A gente tem quatro vítimas identificadas, uma potencial vítima suspeita e a gente acredita que novas vítimas possam existir”, explicou a delegada Mellina Clemente.

Além das duas vítimas que, atualmente, são adolescentes, a polícia identificou duas crianças de 5 e 7 anos, que são parentes do suspeito. Segundo a delegada, a maioria dos crimes aconteciam na casa do idoso, no bairro Xangrilá. No local, ele morava com a companheira e o casal não tinha filhos.

“O relato das vítimas é que a casa sempre tinha crianças, tinha pizza, ele tinha esse atrativo. Nesse contexto, quando as crianças estavam dormindo ou brincando lá, ele aproveitava esses momentos para abusar. Um dos relatos muito chocante de uma das vítimas, que hoje é adolescente, ela contou que não sabia que era abuso, ela só foi perceber que aquilo era um abuso quando tinha de 8 para 9 anos, viu uma reportagem na TV e percebeu que aquilo estava errado. Nesse caso específico, um dos abusos que ele fez com essa criança, eles estavam brincando de estátua e, na hora que ela parava, ele cometia os abusos”, detalhou a delegada.

Após a suspeita dos crimes se espalhar pela vizinhança, o homem saiu de casa e passou a viver em Belo Horizonte, onde foi cumprido o mandado de prisão dele e de busca e apreensão na última sexta-feira (23).

Segundo a polícia, o homem negou todos os abusos sexuais e chegou a dizer “que atrativo teria uma criança de 6 anos que não tem nem peito”. O idoso ainda disse durante oitiva que uma familiar estava com raiva dele e teria inventado a história.

Pais e responsáveis que suspeitarem de algum caso passado envolvendo o idoso podem procurar a polícia.

“A nossa orientação é que os pais que perceberem qualquer mudança de comportamento do filho fique atento com isso. Pergunte, questione, converse para que ele tenha abertura de contar o fato. E acreditar na palavra do menor, isso é muito importante. Nesse caso, a pessoa (o idoso) era acima de qualquer suspeita”, explicou Millena.

Fonte: G1

COMPATILHAR: