Apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) já começam a se concentrar na avenida Paulista, no centro de São Paulo, onde está marcado um ato em defesa do ex-presidente. Bolsonaro é investigado pela Polícia Federal (PF) por um suposto plano de golpe de Estado.

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram pessoas marchando pela avenida, vestidas com roupas verde-amarelas e vestimentas militares. Os manifestantes também carregam bandeiras do Brasil e de Israel. Além disso, eles gritam palavras de ordem como: “volta Bolsonaro”. Nas calçadas, vendedores ambulantes se concentram para vender camisas da seleção, bandeiras e faixas.

O ato está marcado para as 15h, e foi convocado pelo próprio ex-presidente — que deve discursar em cima de um carro de som. A ex-primeira dama Michelle Bolsonaro dará início ao evento com uma oração.

Estão programadas, ainda, falas dos deputados federais Gustavo Gayer (PL-GO) e Nikolas Ferreira (PL-MG), e dos senadores Rogério Marinho (PL-RN) e Magno Malta (PL-ES). Governadores presentes, entre eles Romeu Zema (Novo), foram convidados a se pronunciar. O pastor Silas Malafaia irá fazer o discurso de encerramento do ato, por volta das 17h.

Mais de 2 mil servidores da Polícia Militar de São Paulo foram destacados para reforçar a segurança no local. A expectativa da equipe de Bolsonaro é de reunir um público de 500 mil pessoas.

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: