Uma criança de dois anos morreu afogada na piscina de um clube nesse domingo (23) na cidade de Lavras. A vítima foi encontrada já sem consciência e, mesmo com as tentativas de reanimação, não sobreviveu.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, quando uma equipe da corporação chegou ao local, um militar já estava prestando os primeiros socorros à vítima. A menina foi encontrada em uma piscina de adultos, com aproximadamente 1m60 de profundidade, inconsciente há cerca de 10 minutos. 

A mãe da criança informou aos policiais militares que estava no clube desde às 11h e que, ao entardecer, sentiu a ausência de sua filha, se dirigindo até funcionários em busca da menina. 

Logo após, a vítima foi encontrada no fundo de uma das piscinas do clube por outro frequentador. Socorrida imediatamente, o Corpo de Bombeiros tentou reanimar a criança, mas segundo as informações dos militares, a menina já estava sem sinais vitais.

A perícia não foi realizada no local, pois a vítima foi encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento do município. 

O clube lamentou a ocorrência e informou que presta “a digna assistência”. “O clube está rigorosamente em dia com suas obrigações legais, fiscais, sanitárias e possui equipe recém treinadas no local para prestar o devido socorro aos frequentadores do clube”, disse, em trecho de nota (leia a íntegra abaixo). 

Nota da Associação Atlética Ferroviária

“A diretoria da Associação Atlética Ferroviária vem por meio desta informar a sociedade lavrense que nesta tarde de 23 de janeiro de 2022, por volta das 17h30, lamentavelmente ocorreu um acidente nas dependências do clube ao qual culminou no óbito de uma criança de 3 anos.

Importante ressaltar que a criança e seus familiares não eram associados, sendo assim, estes tiveram acesso ao clube através de convite comprado na portaria.

Nós, como associação e como seres humanos, lamentamos imensamente o ocorrido. Temos prestado nossa solidariedade aos familiares e amigos da vítima bem como a digna assistência.

O clube está rigorosamente em dia com suas obrigações legais, fiscais, sanitárias e possui equipe recém treinadas no local para prestar o devido socorro aos frequentadores do clube. 

Estamos à disposição das autoridades para quaisquer eventuais esclarecimentos”. 

Fonte: Estado de Minas

Comentários