“Muito triste. Notícia que mexe com todo jornalista que está aqui. Pela tristeza do fato e pela falta de maiores informações.

O portal Zero Hora informou:

“Segundo jornalista morre durante a cobertura da Copa do Mundo do Catar”

Após a morte do repórter estadunidense Grant Wahl, na sexta-feira (9), foi confirmado o óbito do fotógrafo catari Khalid al-Misslam, funcionário do canal de esportes Al Kass

O canal de esportes Al Kass TV, do Catar, confirmou neste sábado a morte do fotojornalista Khalid Al-Misslam. O fotógrafo trabalhava na cobertura da Copa do Mundo  realizada no país. Este é o segundo óbito confirmado de jornalistas durante os trabalhos no torneio. O primeiro ocorreu na noite de sexta-feira (9), quando o repórter estadunidense Grant Wahl teve um mal súbito e não resistiu. As informações são do jornal O Globo.

Na publicação, a rede de televisão afirma que está de luto pela morte de Al-Misslam. O canal, no entanto, não dá informações sobre a causa.

“Com enorme tristeza, e corações que acreditam na vontade e no destino de Deus, os canais Al Kass Sports lamentam a morte de Khalid Al-Misslam”, diz o comunicado. A nota acrescenta que ele era fotógrafo do Departamento de Criatividade.

Primeiro óbito

A primeira morte de um jornalista durante a cobertura da Copa do Mundo 2022 foi registrada na noite de sexta-feira (9), durante o jogo entre Holanda e Argentina . O estadunidense Grant Wahl teve um mal súbito na tribuna de imprensa e não resistiu.

Wahl cobria o evento pela CBS Sports e tinha sido notícia antes ao ser barrado em um jogo da seleção dos Estados Unidos por estar vestindo uma camisa com as cores do arco-íris. O repórter também chegou a anunciar candidatura à presidência da Fifa, em 2011.

O norte-americano passou mal na prorrogação da partida. Ele chegou a ser socorrido, recebeu massagem cardíaca, mas não resistiu.

Antes do ocorrido, ele publicou nas redes sociais sobre o empate holandês, no final do segundo tempo. “Apenas um incrível gol de bola parada ensaiada pela Holanda”, escreveu.

O jornalista estava no Catar cobrindo sua oitava Copa do Mundo. Ele também trabalhou na cobertura de Jogos Olímpicos, da Major League Soccer (liga de futebol masculino dos EUA), a National Women’s Soccer League (liga de futebol feminino dos EUA) e do dia a dia das seleções estadunidenses”.

Imagem: reprodução blog do Chico maia

Comentários
COMPATILHAR: