Um novo foco de incêndio foi encontrado nesta quarta-feira (31) no Parque Nacional da Serra da Canastra. É o terceiro dia de combate ao fogo. Até terça-feira (30), a estimativa de área queimada no primeiro dia de incêndio era de 1,5 mil hectares, o que equivale a mais de 2.100 campos de futebol.

Na terça, a previsão era que as portarias 1, 2, e 3 tivessem os acessos liberados, mas devido ao novo foco, elas continuam fechadas por medida de segurança, segundo o Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMbio), que administra o local.

O ICMbio suspeita que o incêndio tenha sido criminoso.

Combate às chamas

Há três focos de incêndio no parque sendo: dois deles estão sob controle, sendo monitorados, em local de difícil acesso próximos à portaria 1. O terceiro está sendo combatido a sudoeste do parque, no município de Delfinópolis.

Conforme o ICMbio, os brigadistas do Instituto também estão em combate em um foco a nordeste da unidade, fora dos limites do Parque Nacional.

Incêndio

Na segunda-feira (29), oito brigadistas da Brigada Nacional Wellington Peres e o helicóptero Guará 1, do IEF/Força Tarefa Previncêndio, chegaram à Unidade de Conservação para apoiar os profissionais que já estavam no local. Ao todo, 27 combatentes atuam com bombas e sopradores costais, além de abafadores.

Fonte:  Mariana Gonçalves/g1 Centro-Oeste de Minas

Comentários
COMPATILHAR: