Três suspeitos de pertencerem a uma associação criminosa que praticava estelionatos em Itajubá (MG) e em cidades do estado de São Paulo foram presos pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (5).

A suspeita da polícia é que eles tenham movimentado cerca de R$ 1 milhão com crimes praticados durante um ano em MG e SP.

As prisões ocorreram em Bragança Paulista (SP), Bom Jesus dos Perdões (SP) e na capital paulista durante a Operação Juventude Perdida. Segundo a Polícia Civil, dois investigados estão foragidos, e os trabalhos continuam buscando identificar outros envolvidos.

Ainda de acordo com a PC a ação foi colocada em prática depois de investigações realizadas pela Delegacia Regional de Itajubá.

Atuação da quadrilha

Os suspeitos atuavam nas portas de agências bancárias, se passavam por funcionários e fingiam ajudar pessoas com dificuldade de operar os caixas eletrônicos, principalmente idosos, trocando assim o cartão das vítimas.

A Polícia Civil destacou, ainda, que eles também agiam ligando para as vítimas alegando clonagem e enviavam um falso agente do banco para trocar o cartão.

Nesta fase da operação, três mandados de prisão foram cumpridos contra os suspeitos de 25, 26 e 41 anos, além de cinco mandados de busca e apreensão. Dois foram encaminhados ao presídio de Itajubá e um ficou na capital paulista.

 

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: